Arquivo Aplicativos e Software

Microsoft contrata engenheiros para trabalhar no Windows Blue

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Em novembro de 2012, surgiu a informação de que a Microsoft estaria alterando o ciclo de lançamentos do Windows: em vez de esperar vários anos para liberar uma nova versão, o pessoal de Redmond lançaria atualizações anuais, numa estratégia conhecida como Windows Blue. Agora, a Microsoft acabou confirmando o Windows Blue através de duas vagas de emprego e deu mais detalhes sobre o que está por vir.

Uma das vagas de emprego citando o termo “Windows Blue” foi publicada no dia 15 de fevereiro, no site de carreiras da Microsoft. A empresa está procurando por um engenheiro de software que faça melhorias na tela inicial, no ciclo de vida dos aplicativos, na interface e na personalização do Windows.

windows-marca-blue

Essas melhorias devem chegar como uma simples atualização para o Windows 8, não como uma nova versão do Windows. Segundo o Verge, o Windows Blue deverá ser liberado por um preço muito baixo ou até gratuitamente, para incentivar a migração. A atualização também deve tornar o Windows 8 mais próximo do Windows Phone.

Mas a ideia do Blue não deverá ficar restrita ao Windows 8: outra vaga de emprego cita o desenvolvimento do Excel MX para o “Windows Phone Blue”. Assim como o OneNote MX, o Excel MX deverá ser uma versão do Excel com interface Metro otimizada para telas sensíveis ao toque. Ainda não há detalhes sobre as possíveis novidades do Windows Phone Blue.

De acordo com Mary Jo Foley, Blue é o codinome usado para a próxima geração de vários produtos da Microsoft, incluindo Windows 8, Windows Server 2012, Windows Phone 8 e serviços como Outlook.com e SkyDrive. Esses produtos devem receber atualizações no segundo semestre do ano. O que será que a Microsoft está aprontando?

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque