Arquivo Aplicativos e Software

O que a Apple pode apresentar na WWDC?

Lucas Braga
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

wwdc-13

Segunda-feira (10) é o dia que Tim Cook sobe ao palco do Moscone West em San Francisco para revelar o que a Apple planejou para os seus desenvolvedores. Trata-se da Worldwide Developers Conference, a famosa e tão aguardada WWDC. E claro que há vários rumores sobre quais serão as novidades apresentadas durante o evento. Veja o que está sendo especulado para a WWDC e o que você poderá aguardar da Apple na segunda-feira.

iRadio

É bastante especulado que a Apple lance um serviço de streaming de músicas para competir com o Spotify, Rdio, Pandora e ao recém-lançado Google Music All Access. A ideia é que o cliente pague um pequeno valor por mês e tenha acesso ilimitado a todo o acervo disponível na loja de músicas. Mas pode ser que o serviço não dê as caras já na WWDC: aparentemente, a grande maçã está encontrando dificuldades para negociar o licenciamento junto às gravadoras.

Aliás, convenhamos: a WWDC não é o lugar certo para o lançamento desse tipo de serviço. Repitam comigo: Worldwide Developers Conference. Um evento voltado para desenvolvedores, que às vezes tem um lançamento ou outro mas que normalmente não é o foco do evento.

Nova linha de Macs

A baixa de estoque da linha de MacBooks nas lojas da Apple no Reino Unido é o fundamento desse novo rumor. Os supostos novos MacBooks viriam com a quarta geração dos processadores Intel Core, com microarquitetura Haswell, bem como suporte a Wi-Fi 802.11ac, um padrão de rede sem fio que promete velocidades de até 1,3 Gbps. Também é esperado que sejam lançadas novas versões do AirPort Express, AirPort Extreme e Time Capsule suportando o novo padrão de transmissão.

iOS 7

Este será o coração de todo o evento. A sétima versão do iOS é bastante aguardada por muita gente e tudo indica que a reformulação do sistema será bastante significativa.

Tim Cook afirmou durante a D Conference que Jony Ive será o responsável pelo redesign e desde então os rumores não param: a ideia é de que o novo sistema deixe de lado o tal do skeumorfismo, técnica de design em que elementos visuais são criados de forma a se assemelharem com algo do mundo físico. Diga adeus aos aplicativos com detalhes em couro (como o Notas ou o Calendário) e se prepare para ícones e padrões mais limpos e sólidos, como no Windows Phone.

O banner do iOS 7 já deu as caras no Moscone West (Foto: 9to5Mac)

O banner do iOS 7 já deu as caras no Moscone West (Foto: 9to5Mac)

O iOS precisa ser reformulado. É um sistema incrível, mas que está cada vez mais perdendo mercado e/ou deixando de conquistar novos usuários. Já são seis versões do iOS com características de uso e design bastante similares.

Ok, houveram algumas mudanças, como o (horrível) ícone do FaceTime ou a inclusão das pastas, mas nenhuma foi significativamente essencial para alterar a forma de utilização do sistema. A moral da história é que muita gente ficou enjoada e, com isso, a Apple está perdendo o ar de inovação. Nunca vi tantos applemaníacos migrarem ou planejarem migrar para o Android.

Cook afirmou que o iOS 7 terá novos recursos para que os desenvolvedores consigam integrar melhor seus aplicativos ao sistema. Assim esperamos. Seria legal tornar o aplicativo do Mailbox como o cliente padrão de email ou o Google Chrome como navegador padrão e o Google Maps como opção principal para exibir mapas dentro de outros aplicativos. Da mesma forma, seria interessante abrir a galeria de imagens e enviar a foto escolhida direto para o Instagram, sem precisar fechar a galeria, abrir o app e encontrar a imagem novamente. Essa central de compartilhamentos completa já está no Android desde que ele foi concebido e é uma das coisas que muita gente espera encontrar no novo iOS.

Ele deve ser apenas apresentado na WWDC e, a partir daí, começam os testes na versão beta para os desenvolvedores.

Se você tem um iPhone 3GS, prepare-se (ou não prepare-se): seu smartphone provavelmente não será atualizado para a nova versão.

OS X 10.9

O Mountain Lion vai ficar mais velho: a Apple deve mostrar o OS X 10.9 na WWDC. Normalmente as novas versões do OS X são apenas incrementais, portanto não aguarde uma revolução. Os rumores apontam que o novo sistema deverá receber suporte aos trágicos mapas da Apple, à Siri e apresente ainda melhorias no suporte a múltiplos monitores.

Há quem diga que o sistema também receberá mudanças no gerenciamento multitarefas, trazendo o mesmo conceito do iOS que restringe certas aplicações de se manterem em segund0 plano. Isso não me faz sentido algum em um ambiente desktop, uma vez que o sistema e seus aplicativos precisam manter diversos processos em execução durante todo o tempo para realizar suas funções adequadamente. De qualquer forma, o fundamento do rumor é de que esse tipo de gerenciamento de aplicativos seria benéfico para otimizar a vida útil da bateria dos notebooks, bem como concentrar a performance do processador em tarefas mais pesadas.

Assim como o iOS, o OS X 10.9 deverá apenas ser apresentado e ter sua versão beta lançada para desenvolvedores. A versão final deve demorar um pouco mais até chegar à App Store.

Novo iPhone ou iPad

É improvável que a Apple lance um novo iPhone, iPad ou iPod touch na WWDC. A conferência é para desenvolvedores e, se fosse para lançar um iDevice na conferência, o novo iPod touch de baixo custo não teria sido lançado recentemente. Esses dispositivos deverão receber upgrade em meados de setembro, para, assim, completar o ciclo anual de novos aparelhos.

iPod touch mais barato: sem câmera traseira e 16 GB de capacidade (clique para ler o artigo)

E você, quais seus palpites sobre a WWDC? Envie nos comentários o que você espera dela!

A keynote principal da WWDC acontece na segunda-feira, dia 10, às 14h. Acompanhe a cobertura completa do evento aqui no Tecnoblog.

Com informações: AppleInsider [2]MacRumors [2], The Verge, 9to5Mac [2]

Lucas Braga

Autor especializado em telecom

Lucas Braga é analista de sistemas que flerta seriamente com o jornalismo de tecnologia. Com mais de 10 anos de experiência na cobertura de telecomunicações, lida com assuntos que envolvem as principais operadoras do Brasil e entidades regulatórias. Seu gosto por viagens o tornou especialista em acumular milhas aéreas.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque