Arquivo Jogos

Previews da E3: testamos PES 2014 e FIFA 14

Gus Fune
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Direto de Los Angeles, EUA – Quando algum jogo segue a mesma linha de outro, é inevitável não compará-los. Aproveitando que testamos os dois principais jogos de futebol esperados para o fim do ano, resolvi comentar em um único texto as impressões sobre cada um. Vale ressaltar que ambos eram versões inacabadas do game e algumas considerações podem se tornar inválidas quando chegar o produto final.

Pro Evolution Soccer 2014

A nova versão do game de futebol da Konami é praticamente o jogo refeito, graças à substituição da engine. A empresa optou pela Fox Engine, uma das criações da Kojima Productions e que estará no coração do Metal Gear Solid V. Com a nova tecnologia, alguns detalhes, como a física e gráficos do jogo, ficaram mais realistas.

Dentre as novidades prometidas para a nova versão de PES estão possibilidades de jogada e resposta da torcida de acordo com a performance do time, que inclusive pode influenciá-la: uma torcida desanimada pode afundar ainda mais o resultado em campo.

No entanto, a dinâmica de jogo parecia mais lenta em relação à versão do ano passado. De acordo com a representante da Konami, esse seria uma ajuste proposital enquanto o game não fica pronto (está em 80% a produção). Mas parecia muito com um bug.

Para a nova versão do jogo, é esperado que os times do ano passado estejam presentes. Para quem não lembra, o TB cobriu o anúncio da Konami que confirmava todos os times da série A do Brasileirão no game e alguns dos principais estádios brasileiros. Isso é o que dá para esperar por enquanto.

FIFA 14

No hands on do novo FIFA, não deu pra reparar em muitas mudanças em relação à versão de 2013, provavelmente por conta do jogo estar em um pouco mais da metade do desenvolvimento – na demo, constava 65%.

Reparei poucas mudanças nos gráficos, mas ainda devem melhorar. Uma das diferenças mais notórias foi a facilidade maior de fazer jogadas elaboradas usando comandos simples, e esse pode ser um grande diferencial na versão final do jogo.

Fora esses pequenos detalhes na jogabilidade, os menus ficaram mais bonitos e as estatísticas de jogo, como chutes a gol ou faltas, agora aparecem direto no menu de pause.

No fim das contas, ambos os games continuam seguindo com seus pontos fortes e prometem melhorias interessantes pras novas versões. Ainda é cedo pra dizer qual será o melhor game de futebol no fim do ano, mas vale acompanhar de perto as melhorias conforme forem anunciadas.

Gus Fune

Ex-redator

Gus Fune é formado em Comunicação Social e pós-graduado em desenvolvimento e design de Games. No Tecnoblog, cobriu eventos como Electronic Entertainment Expo (E3), Game Developer Conference (GDC) e South by Southwest (SXSW) e escreveu sobre esse universo. Atua, hoje, como diretor de tecnologia e assessor, mas já esteve em projetos de empresas como 3M e Motorola.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque