Arquivo Jogos

Criptografia do PSP quebrada definitivamente?!

Izzy Nobre
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma novidade aconteceu semana passada na cena de hackers de PSP que, por causa do tema do meu último texto, achei que era extremamente relevante trazer pra vocês. Caso você tenha um PSP, é uma notícia que vai destruir um paradigma que existia desde o dia em que ele foi lançado. E se não tem um ainda, talvez esta novidade te deixe animado pra finalmente comprar um.

Como vocês devem saber, um dos pontos mais fortes do PSP como plataforma móvel é a capacidade de rodar inúmeras aplicações homebrew (ou seja, não assinadas pela Sony, feitos por programadores desocupados). Entre tais programas temos emuladores, apps de produtividade, leitores de ebooks, e por aí vai.

Nada de tão preocupante pra Sony até aí, né? Afinal, quanto mais funcionalidades extras um gadget tem, mais atraente ele se torna ao público – vide a AppStore que tornou o iPhone um dos smartphones mais bem sucedidos na história da categoria.

O grande problema é que o processo que permite que um PSP acesse aplicações não-oficiais (conhecido como “downgrade”, em que o hacker – ou usuário inepto seguindo um tutorial ilustrado, o que é mais comum) quebra a proteção anti-pirataria do console. E obviamente há um grande interesse nesse pequeno “efeito colateral”; por isso a Sony luta desde o lançamento do PSP contra os esforços dos hackers, lançando novos firmwares o tempo todo pra impedir que a turma seja capaz de rodar ISOs dos UMDs dos jogos.

E este tem sido o paradigma dos últimos cinco anos – hackers descobrem uma forma de quebrar o firmware do PSP e substitui-lo por um que rode aplicações não-assinadas pela Sony, e a Sony por sua vez lança um firmware novo pra impedir a brincadeira. Os desenvolvedores de jogos, por sua vez, começando a impor a exigência de firmware recente pra que seus games sejam executados nos consoles.

Essa é a cena PSP como a conhecemos hoje. E semana passada algo aconteceu que tem potencial pra mudar TODA a coisa, pra sempre.

A Datel, pra quem não conhece, é uma desenvolvedora gringa que produz o célebre Action Replay, uma espécie de Game Shark. E pros poucos de vocês que não conhecem o conceito do Game Shark, eu explico melhor – o Game Shark era um cartucho add-on produzido por empresas third party. O gamer acoplava um jogo qualquer no cartucho, e assim ele acessava diversos cheats – desde vidas infinitas, até mesmo alterar a física do jogo.

Pois bem. A Datel queria lançar um Action Replay pro PSP. Por causa da estrutura do aparelho, a única forma de fazer isso seria via software, com um programinha que rodasse a partir de um memory stick.

Só que aplicações como o Game Shark/Action Replay historicamente nunca foram endossados pelas fabricantes dos consoles, e é muitíssimo improvável que a Sony fosse mudar de idéia agora justamente com um console em que ela luta desde o lançamento pra tornar mais fechado.

Isso implicava que o possível consumidor do Action Replay tivesse um PSP downgradeado, o que certamente limitaria um pouco o público do programa.

E aí a Datel apareceu com algo que ninguém imaginou ser jamais possível.

O que você acabou de assistir é o demo do Action Replay rodando um PSP com firmware OFICIAL. Pra colocar o fenômeno em perspectiva, dúzias de hackers muito talentosos fuçaram o console de cabo a rabo por CINCO ANOS tentando descobrir uma forma de atingir o feito do vídeo acima. Incapazes de descobrir a criptografia/assinatura de código da Sony, eles desenvolveram o método do downgrade.

E vem a Datel aparentemente do nada e descobre o Santo Graal da cena PSP – uma forma de produzir programas que sejam interpretados pelo firmware oficial como permitidos.

A resposta inicial da comunidade foi berrar “LOL FAKE” em uníssono, como não podia ser diferente. A Datel foi e liberou uma demo do Action Replay. Usuários de PSPs descobriram estupefatos que o negócio realmente funciona.

E o futuro agora é incerto. A Datel não está falando nada a respeito de como conseguiu o feito, mas os hackers estão esperançosos com a idéia de um futuro em que downgrade não seja necessário.

Se a proeza da Datel se estender pra outros homebrews num futuro próximo, meu interesse em comprar um PSP Go! aumentaria 100% da noite pro dia.

Izzy Nobre

Ex-autor

Israel Nobre trabalhou no Tecnoblog entre 2009 e 2013, na cobertura de jogos, gadgets e demais temas com o time de autores. Tem passagens por outros veículos, mas é conhecido pelo seu canal "Izzy Nobre" no YouTube, criado em 2006 e no qual aborda diversos temas, dentre eles tecnologia, até hoje.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque