Xbox One pode ter compatibilidade com teclado, mouse e o que mais os devs quiserem

Renata Persicheto
Por

Como já dissemos antes, a popularidade do Xbox One não está muito em alta, se comparada com a expectativa para o lançamento do PlayStation 4. Em uma possível tentativa de alavancar as pré-vendas do console, a Microsoft vem investindo mais e mais em divulgar as novidades do Xbox One que considera atrativas. Desta vez, Larry Hyrb, mais conhecido como Major Nelson, o porta-voz da empresa, divulgou que ela está mesmo a fim de trabalhar em parceria com os desenvolvedores de jogos.

xbox-one

Em uma entrevista ao canal Newegg TV, quando questionado se o Xbox One possuiria suporte a teclado e mouse, Major Nelson falou sobre a possibilidade de incluir a opção em uma atualização posterior ao lançamento do console. O Xbox 360 já possui conectividade com teclado para inserir textos, mas não com mouse.

“Nós queremos proporcionar uma experiência de jogo que as pessoas gostem – certamente com o Windows – essa é nossa outra grande plataforma na Microsoft. Então há algo lá, mas agora estamos realmente focados no console em si”, disse Hyrb. “Nós certamente temos um bom kit de desenvolvimento de software para que os desenvolvedores façam o que quiserem. Se houver algo que eles estejam interessados em fazer, nós certamente ajudaremos a fazê-lo”.

Dado o histórico de remendar informações sobre o Xbox One, é bom não se empolgar tanto com a possibilidade revelada por Major Nelson. Foi anunciado recentemente que o Xbox One será capaz de gravar vídeos de gameplay, o que facilitaria bastante para jogadores acostumados a fazer streaming ou walkthrough. No entanto, segundo membros da equipe de desenvolvimento do console, esta não será uma opção. Todas as sessões iniciadas terão pelo menos cinco minutos de gravação, independente da vontade do jogador.

Nenhum dado capturado, entretanto, será divulgado sem a autorização do dono, a Microsoft faz questão de frisar. A informação foi reiterada após uma confusão em torno da entrevista feita por Yusuf Mehdi, vice-presidente de marketing da companhia, ao site AdAge. Nela, Mehdi dava a entender que os dados de expressão facial, mapeamento de calor e movimentação corporal capturados pelo Kinect seriam utilizados para uma revolução na forma como os anúncios chegariam ao consumidor do console. Depois do transtorno, a entrevista foi atualizada com a informação de que tudo não passou de um mal-entendido. ¯\_(ツ)_/¯

O Xbox One chega ao Brasil simultaneamente ao lançamento mundial, em 22 de novembro, pela bagatela de R$ 2.199.

Relacionados

Relacionados