Arquivo Celular

Este é o Click ARM, um tablet modular com hardware (e sistema operacional) personalizável

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma companhia espanhola de nome ImasD apresentou oficialmente nesta quarta-feira o projeto Click ARM, o primeiro tablet modular do mundo, segundo a definição da própria. Como tal, o usuário poderá escolher com quais componentes equipar o dispositivo e, assim, ter um tablet com configuração quase que totalmente personalizada.

Tudo o que o interessado precisa fazer é acessar o site click-arm.com e, numa espécie de passo a passo, escolher entre os itens disponíveis. Cada peça tem um valor que é adicionado ao preço final do equipamento.

A quantidade de componentes personalizáveis é grande: processador, módulos de storage (de 8 a 64 GB), Wi-Fi, 3G ou 4G, GPS, câmeras frontal e traseira (há uma opção de 40 megapixels!), capacidade da bateria, quantidade de portas USB, sensores, entre outros.

A tela tem tamanho fixo de 10,1 polegadas. Em compensação, é possível escolher entre três opções de resolução: 1024×600, 1280×800 ou 2536×1600 pixels. Este componente, assim como alguns dos demais itens, serão fornecidos por uma divisão da Samsung.

A última etapa de personalização consiste na escolha do sistema operacional. As opções são: Android, Ubuntu Touch e Tizen, todas com atualizações garantidas, pelo menos por algum tempo.

Uma vez definidos todos os itens, o tablet será montado sobre uma placa-mãe padrão. A carcaça também é padronizada e, como tal, não há opções de cores, por exemplo, mas ao menos o usuário tem a inusitada opção de incluir um painel touch na traseira.

O interessante é que o Click ARM não é uma ideia para um futuro distante, como é a impressão que causa o Project Ara, da Motorola. Após montar a sua configuração, o usuário já pode adquirir o tablet em pré-venda. A ImasD promete iniciar a produção e os envios a partir de maio de 2014.

Considerando o grau de personalização, até que o Click ARM não é caro. Como exemplo, a seguinte configuração sai por 493,60 euros (cerca de 1.590 reais), sem considerar custos adicionais: CPU Exynos 4412 + 2 GB de RAM, 16 GB de storage, Wi-Fi 802.11ac, módulo 3G, GPS + Glonass, câmera frontal de 2 megapixels, câmera traseira de 8 megapixels, tela de 1280×800 pixels, bateria de 8.000 mAh, NFC, duas portas USB e Android.

Click ARM

O problema é que, aos menos na fase inicial, a distribuição dos tablets deverá se focar no mercado espanhol, embora a ImasD não descarte envios internacionais. É compreensível, se levarmos em conta que a empresa necessita avaliar a aceitação da ideia antes de fazer investidas maiores e, principalmente, provar que pode mesmo dar conta da demanda.

Com informações: Xataka

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque