Arquivo Jogos

Com quais jogos o Steam Controller não se dá tão bem?

Giovana Penatti
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Há cerca de três meses, a própria Valve deu um gostinho de como é usar o Steam Controller com alguns jogos do PC. Na demo, foram mostrados Portal 2, Civilization V, Counter Strike e Papers, Please, todos funcionando muito bem, obrigado.

Com a chegada dos protótipos de Steam Machines e do controle para alguns sorteados, dá para vê-lo em ação em outros jogos. O dono do canal Trial By Game foi um dos que subiu vários vídeos mostrando alguns que funcionam e outros que não recebem o controle da Valve tão bem.

Em Dota 2, é meio deprimente assistir às tentativas do jogador. Por fim, ele acaba dizendo que até dá para jogar, mas é preciso se dedicar a aprender como usá-lo, e não estava sendo nada divertida a experiência:

Em outro vídeo, ele joga Typing Of The Dead: Overkill e a experiência é quase hilária. A graça do jogo é ir digitando enquanto os zumbis se aproximam – cada tecla é um tiro – , mas, com o Steam Controller, é aberto um menu de pausa para inserir as letras. Todo o dinamismo do jogo é perdido:

Já em Surgeon Simulator 2013, que já é um jogo com controles meio complicados no mouse e teclado, surpreendentemente não parece ser tão difícil:

Em Bastion, depois de acertar a configuração, o jogador diz que a experiência também é bem agradável:

E, em Civilization V, o problema apontado é o tamanho dos ícones e da fonte do jogo numa tela mais distante. Quanto ao controle, é perfeitamente possível jogá-lo, mesmo sem ser funcionário da Valve:

Superficialmente, o que dá para perceber é que o grande problema do Steam Controller é a dificuldade a se adaptar aos padrões em cada jogo – compreensível, já que ele foi feito para funcionar com tudo quanto é tipo de PC game e não dá para padronizar todos os comandos. E não são todos os jogos que os têm facilmente assimilados, ainda mais os que dependem tanto de um teclado e um mouse e exigem mais agilidade, como os MOBA.

Mas tudo pode ser aprendido e, com poucas semanas de controle nas mãos de alguns poucos gamers, é cedo para afirmar se o Steam Controller vai se provar um substituto tão bom para teclado e mouse. Ainda mais se tratando de uma versão beta: o feedback dos jogadores é, neste momento, o que a Valve busca. Então, na versão final do controle, que deve ser lançada em 2014 com as Steam Machines, esses percalços podem estar todos superados e a experiência ser bem diferente da observada nos vídeos.

Com informações: Kotaku Brasil

Giovana Penatti

Ex-editora

Giovana Penatti é jornalista formada pela Unesp e foi editora no Tecnoblog entre 2013 e 2014. Escreveu sobre inovação, produtos, crowdfunding e cobriu eventos nacionais e internacionais. Em 2009, foi vencedora do prêmio Rumos do Jornalismo Cultural, do Itaú. É especialista em marketing de conteúdo e comunicação corporativa.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque