Arquivo Ciência

E se fosse possível recarregar a bateria do smartphone em menos de um minuto? Este carregador faz isso

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

As baterias dos smartphones estão com capacidade cada vez maior, mas os componentes internos também gastam cada vez mais energia, então a autonomia dos aparelhos raramente passa de um dia. Como resolver esse problema? Talvez a StoreDot, uma startup de Israel, tenha encontrado uma boa solução: eles desenvolveram um carregador capaz de elevar a carga da bateria de menos de 30% para 100% em apenas 30 segundos.

Antes de comentar qualquer coisa, vamos ver o vídeo de demonstração:

Ok, é verdade, trata-se apenas de um paliativo. Isso não corrigirá o problema das baterias dos smartphones acabarem antes do fim do dia e ainda exigirá que você fique caçando uma tomada por aí. Mas pelo menos poderá fazer com que percamos bem menos tempo que as duas ou três horas de hoje — e só isso já nos deixa bastante animados.

O carregador surgiu no departamento de nanotecnologia da Universidade de Tel Aviv. A mágica do carregamento rápido acontece com o uso de semicondutores biológicos feitos a partir de peptídeos ou cadeias de aminoácidos. E nem custa tão caro: os pesquisadores acreditam que um desses carregadores poderia ser vendido por cerca de 30 dólares.

No momento, o carregador ainda é apenas um protótipo e tem o tamanho de uma fonte de notebook, mas pode diminuir com o avanço das pesquisas. Se tudo der certo com os testes, esses carregadores podem começar a ser vendidos pela StoreDot para vários modelos de smartphones no final de 2016.

A dúvida, agora, é se esses carregadores são realmente viáveis. As baterias atuais têm um número limitado de ciclos de carga e descarga, logo, o uso frequente desse método poderia reduzir muito a vida útil. E, claro, esperamos que esses carregadores não causem incêndios ainda maiores.

Com informações: Wall Street Journal.

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque