Arquivo Internet

Falha estranha no Google exibia foto de acidente de carro (e nem o Google sabe direito o que aconteceu)

Paulo Higa
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Na manhã desta terça-feira (26), usuários de várias regiões do mundo, inclusive do Brasil, relataram uma falha bizarra no Google: ao pesquisar qualquer termo, o Google Imagens retornava fotos do que parecia ser um acidente de carro na Rússia. O problema chegou a afetar inclusive o Google Notícias, que passou a exibir o acidente no lugar das fotos das notícias.

O dia em que o Google Imagens falhou (Foto: Willian Max)

O dia em que o Google Imagens falhou (Foto: Willian Max)

O que aconteceu? Um vírus infectou milhões de computadores da noite para o dia? Os servidores de DNS do meu provedor foram envenenados? Algum site de entretenimento adulto alterou as configurações do navegador? Não, não foi nada disso. O problema era no Google mesmo.

O Google não informou o que aconteceu para o Google Imagens ficar inundado com as fotos do acidente. O Tecnoblog entrou em contato com o Google e este foi o posicionamento oficial da empresa: “Opa, falando em acidentes, este foi corrigido! Desculpa, o mínimo que poderíamos ter feito seria mostrar fotos de gatinhos para vocês”.

Em outras palavras: alguém no Google apertou um botão errado.

O bug no Google Imagens já foi corrigido. O painel de status do Google, que notifica quando há algum problema nos serviços da empresa, não alertou sobre nenhuma falha relacionada. Além de afetar alguns usuários brasileiros, o bug também atingiu pessoas no Canadá, Alemanha, Estados Unidos e outros países.

(Sim, a resposta oficial do Google foi essa mesma.)

Paulo Higa

Editor-executivo

Paulo Higa é jornalista, com MBA em Gestão pela FGV e uma década de experiência na cobertura de tecnologia. Trabalha no Tecnoblog desde 2012, viajou para mais de 10 países para acompanhar eventos da indústria e já publicou 400 reviews de celulares, TVs e computadores. É coapresentador do Tecnocast e usa a desculpa de ser maratonista para testar wearables que ainda nem chegaram ao Brasil.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque