Arquivo Ciência

Estudantes do MIT criam sistema que controla o trânsito para evitar congestionamentos

Emerson Alecrim
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Trânsito congestionado é um problema que aflige várias cidades pelo mundo, inclusive algumas que são apenas razoavelmente povoadas. É por isso que pesquisas para combater o problema não faltam. Uma das mais recentes é o RoadRunner, projeto de dois alunos do MIT.

Jason Gao e Li-Shiuan Peh propõem um sistema de controle de acesso a determinadas zonas e vias a partir do rastreamento em tempo real dos veículos próximos.

A proposta funciona, basicamente, assim: cada automóvel recebe um token obrigatório que permite a centros de controle rastrearem o seu posicionamento e a sua locomoção. A partir daí, as autoridades podem saber exatamente quantos veículos há em determinada via ou região.

Caso o número de carros comece a ficar próximo do limite suportado, o RoadRunner envia alertas aos motoristas para que estes utilizem as vias alternativas indicadas. Se estas também estiverem cheias, o sistema tenta otimizar a distribuição.

As orientações podem chegar aos motoristas de várias formas, incluindo painéis indicativos nas próprias vias ou dispositivos instalados nos carros.

deadlock_sp

O rastreamento em si é feito a partir da tecnologia 802.11p, que pode ser entendida com um tipo de rede sem fio específico para monitoramento de veículos. A cobertura se limitaria às áreas de acesso controlado e não à região inteira.

Caso queira, o motorista pode seguir para a região prestes a ficar congestionada, mas se o fizer, posteriormente terá que pagar uma tarifa. Não se trata exatamente de uma multa, mas de uma espécie de “pedágio” que só é cobrado quando há excesso de veículos.

Com base em parâmetros pré-determinados, o RoadRunner consegue controlar os acessos automaticamente, mas engenheiros de tráfego podem interferir para desviar o trânsito em caso de acidentes ou grandes eventos esportivos em determinada região, por exemplo.

Obviamente, um sistema como este exige muitos testes e adaptações. O RoadRunner deve ser programado, por exemplo, para não punir condutores que residem em áreas frequentemente congestionadas e, conforme a legislação de cada país, garantir que o rastreamento não seja usado para monitorar o ir e vir dos cidadãos.

Com os devidos ajustes e tratamentos éticos, a ideia apresenta potencial. Em simulações feitas com base em dados do trânsito de Cingapura, o RoadRunner proporcionou ganho de 8% na velocidade média dos carros nos horários de pico. A proposta agradou tanto que, recentemente, foi premiada como um dos melhores projetos do Intelligent Transportation Systems World Congress.

Com informações: Wired

Emerson Alecrim

Autor / repórter

Emerson Alecrim cobre tecnologia desde 2001 e entrou para o Tecnoblog em 2013, se especializando na cobertura de temas como hardware, sistemas operacionais, negócios e transportes. Formado em ciência da computação, seguiu carreira em comunicação, sempre mantendo a tecnologia como base. Participa do Tecnocast, já passou pelo TechTudo e mantém um site chamado InfoWester.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque