Arquivo Aplicativos e Software

Apple remove Grooveshark da App Store

Thássius Veloso
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Foi sem nunca ter sido

Se alegria de pobre dura pouco, os responsáveis pelo serviço Grooveshark podem começar a chorar desde já. Meio que de súbito, o aplicativo que permitia acesso ao conteúdo do site no iPhone e iPod Touch foi retirado da App Store na segunda-feira (16). E o melhor: a Apple admitiu que removeu o aplicativo da sua loja de software.

Foram meses de espera até que o Grooveshark fizesse sua estreia na App Store. O site já vinha atraindo a atenção desde o fim de 2009, graças à oferta de música de graça e on demand para quem quisesse, sem necessidade de cadastro. Com o sucesso, foram abrindo caminho para estar presentes em outras plataformas, como o Android ou o Symbian da Nokia. No iPhone, infelizmente, essa presença acabou.

De acordo com a Wired, o aplicativo foi solenemente removido da App Store depois que a subsidiária inglesa do Universal Music Group (UMG) solicitou que a Apple deletasse o app. Simples e fácil assim. Com isso, o aplicativo ficou disponível na App Store por apenas cinco dias.

Nada de Grooveshark oficial na iTunes Store

A Apple comentou o assunto. Disse que entendem a importância da propriedade intelectual, visto que eles mesmos o são. Para completar, informaram que “devido a objeções dos detentores de direitos” o Grooveshark seria removido até que as partes chegassem a um acordo. Você acha que isso vai acontecer? Nem eu.

Por sua vez, o responsável pelas relações públicas do Grooveshark afirmou que a remoção do software foi “uma absoluta surpresa”. Ele ainda prometeu que a empresa não vai descansar enquanto não descobrir uma forma de resolver o problema e recolocar o Grooveshark na App Store.

Atualização às 19h12 | O leitor Jude (@judelawrosa) informou por meio do Twitter que o Grooveshark continua disponível para download na Cydia e na Rock Store.

Thássius Veloso

Ex-editor-executivo

Thássius Veloso foi editor e editor-executivo do Tecnoblog de 2008 a 2014. Liderou o noticiário e cobriu de perto os maiores acontecimentos do mercado de eletrônicos de consumo, games e serviços. É jornalista, palestrante e apresentador de tecnologia na rádio CBN e no canal de TV por assinatura GloboNews.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque