Mercado de bens virtuais deverá movimentar US$ 1 bilhão em 2009

João Brunelli Moreno
Por
Seria esse um homem de negócio se preparando para 2010?

Seria esse um homem de negócio se preparando para 2010?

Os analistas Justin Smith e Charles Hudson, especialistas na indústria de games afirmam que em 2009 os norte-americanos gastarão US$ 1 bilhão em bens que existem apenas no mundo virtual, como addons para jogos ou aplicativos para o iPhone, por exemplo. O número é 100% maior que o registrado em 2008 e deverá dobrar em 2010.

Segundo os estudiosos, um dos maiores estímulos deste novo mercado são a loja iTunes AppStore, que comercializa programas para o iPhone, os jogos multiplayer online, que permitem aos usuários gastarem dinheiro “de verdade” para aumentar as capacidades de seus personagens e a rede social Facebook, em que os usuários podem trocar presentinhos pagos e que também conta com “jogos sociais” em que também é possível comprar atualizações. Os autores lembram que “na Ásia e na Europa o comércio de bens virtuais é relativamente bem consolidado, e 2009 será lembrado como o ano em que essa tendência chegou aos Estados Unidos”.

De olho nessa tendência, aliás, o Facebook anunciou que ampliará a oferta de presentes em sua Gift Shop. Além de flores e pedaços de bolo virtuais, seus usuários norte-americanos também poderão enviar músicas à seus parentes e amigos por apenas US$0,10.

Por esse preço, só é bom não esperar que na lista de músicas disponíveis estejam os últimos hits dos cantores mais populares. [Inside Virtual Goods]

Relacionados

Relacionados