Arquivo Aplicativos e Software

Desenvolvedor do CyanogenMod vai criar loja para apps banidas do Android

Paulo Graveheart
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Uma das maiores vantagens que os fãs do Android costumam usar é o fato de que o sistema é livre, permitindo assim infinitas possibilidades de inovações, mesmo que não sejam de interesse do Google. O mais novo exemplo dessa liberdade é que muito em breve você poderá ter um App Store de apps que foram banidos do Android Market.

A ideia partiu de Kousik Dutta, integrante do time de desenvolvedores da popular distribuição CyanogenMod, que sugeriu a criação de uma loja desse tipo e foi bem aceita na comunidade. Hoje ele publicou uma imagem mostrando uma versão inicial do que virá a ser essa App Store “proibidona”.

A prova do crime. Clique para ampliar

Embora a imagem publicada por ele não mostre nada funcional (ela foi criada usando Twitter Bootstrap), já serve como prova de que o projeto está em andamento. A ideia dessa loja é servir de repositório para tudo aquilo que foi banido ou não pode entrar no Android Market. Isso inclui ROMs customizadas, emuladores, apps que habilitam root nos aparelhos ou permitem o tethering e outras coisas maneiras que acabam ficando de fora por questões legais.

Além de estar envolvido com o CyanogenMod, Dutta também é conhecido por ser o criador do ClockworkMod, um console de recuperação e instalação de ROMs alternativas para o Android.

Esse é um projeto interessante de acompanhar, por diversos motivos. Com a App Store proibidona funcionando, será a primeira vez que um grupo de usuários poderá oferecer esses aplicativos para todos os usuários, mesmo aqueles que não tem conhecimento nem mesmo de como instalar um aplicativo não-oficial.

Com informações: TechCrunch

Paulo Graveheart

Ex-redator

Paulo Henrique "Graveheart" é formado em Ciências da Computação e fez parte da equipe do Tecnoblog entre 2010 e 2014, como redator. Participou da cobertura de lançamentos no mundo do desenvolvimento de software, PCs, mobile e games. Também tem experiência profissional como desenvolvedor full-stack e technical lead.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque