Arquivo Celular

Termografia mostra que novo iPad é mais quente que anterior

Apple garante que é não há nada de anormal.

Rafael Silva
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Pouco depois de lançado no mercado, o novo iPad acabou se envolvendo em uma polêmica quente. Alguns dos donos do recém-comprado tablet reclamaram em fóruns especializados que o dito aparelho esquentava demais, até para ser segurado. Um teste do site alemão Tweakers.net revelou que ele fica mesmo mais quente do que o modelo anterior, mas não é o suficiente para fazer do novo modelo do iPad uma torradeira eficiente.

O site capturou a imagem acima usando uma câmera infravermelha para mostrar o quanto os dois últimos iPads atingem em temperatura após rodar o teste GLBenchmark por 5 minutos. O iPad 2 atingiu 28,3 graus Celsius enquanto que o novo iPad chegou a 33,6 graus Celsius.

Ao saber do potencial “Heatgate” se formando, a Apple decidiu se manifestar sobre o assunto (algo raro para a empresa) e declarou que “o novo iPad oferece uma tela Retina incrível, processador A5x, suporte para 4G LTE e mais 10 horas de bateria, tudo enquanto opera normalmente dentro dos limites térmicos. Se clientes tiverem alguma preocupação, eles devem entrar em contato com o AppleCare”. Ou seja, essa temperatura está dentro do esperado.

Mesmo com a declaração da empresa e os testes do site, o pesadelo da Apple não parece que acabou. A conhecida revista de teste de produtos Consumer Reports declarou que vai testar o novo iPad no seu laboratório e questionar a pessoas da área médica se os usuários correm mesmo risco à saúde com o novo tablet. Os resultados devem sair na próxima terça-feira.

A Apple parece ter entrado em uma daquelas situações em que jogar panos quentes não deve resolver. No caso, isso pode até piorar.

Atualização às 16:32 | O Consumer Reports publicou um relatório adiantado das suas descobertas sobre o novo iPad. Eles mostram que o novo iPad pode atingir temperaturas de até 45ºC durante um jogo graficamente intensivo, no caso Infinity Blade II.

A revista diz que ele passou a impressão de estar bem quente mas que “não estava particularmente desconfortável de se segurar”.

Com informações: Engadget, Reuters.

Rafael Silva

Rafael Silva tem 27 anos, estudou Tecnologia de Redes de Computadores e mora em São Paulo. Tem uma queda pela Apple na área de dispositivos móveis, mas sempre usou Windows em todos os seus notebooks e desktops. Vez ou outra fala alguma coisa interessante no Twitter: @rafacst. [Envie um email]

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque