Arquivo Jogos

The Last Shelter — um Tower Defense futurista

Trevis Bonifácio
Por

As melhores ofertas,
sem rabo preso

Espero que vocês estejam prontos para o final de semana prolongado — para alguns, nem para todo mundo, eu sei. Enquanto não chega a hora de empacotar as coisas e partir para festa casa, vamos nos distrair com um jogo em Flash. The Last Shelter é um tower defense ambientado em um futuro onde a humanidade já explora o espaço e procura novos planetas que possa habitar. Como de costume, o planeta que parecia habitável e pacífico se transforma em um pesadelo e toda a colônia se vê ameaçada pelos residentes do planeta. A vida só volta ao normal na quarta-feira. Talvez, ainda.

Se você já jogou algum outro tower defense, sabe mais ou menos como as coisas funcionam em The Last Shelter: construa suas unidades nos espaços disponíveis, controle seus recursos, faça upgrades e torça para que sua base não seja destruída. O início é bastante simples, concluir os primeiros níveis com todas as estrelas e conseguir sobreviver ao ultimate mode são tarefas fáceis.

[swfobj src=”https://tecnoblog.net/wp-content/uploads/2012/04/the-last-shelter-13199.swf” width=”600″ height=”450″]

Mas como todo bom jogo de estratégia tem que ser, as coisas começam a complicar depois de algumas vitórias fáceis. Cada vitória rende pontos de experiência, que devem ser gastos com pesquisas para o aprimoramento de suas unidades. Esses aprimoramentos variam entre aumento do alcance de suas unidades a um poder especial mais poderoso. Decidir qual dessas escolhas se adapta melhor ao seu modo de jogo é essencial para o sucesso nas fases finais.

Você será capaz de ajudar a raça humana a dominar e colonizar esse novo planeta? Como já assumi anteriormente, sou um desastre em tower defense, então admito: eu não fui (só no easy, mas não conta).

Aproveitem muito bem o feriado e não façam nada que eu não faria. 🙂

Trevis Bonifácio

Ex-redator

Trevis Bonifácio é formado em Tecnologia da Informação e apaixonado por game design. Cobriu diversos lançamentos no mundo dos jogos entre 2011 e 2015, período em que fez parte da equipe do Tecnoblog. Atua hoje como desenvolvedor de jogos para diferentes plataformas como Windows, macOS, Android e iOS.

Mais Populares

Responde

Relacionados

Em destaque