Avatar

Bia Kunze

Sobre

Bia Kunze, também conhecida como Garota Sem Fio, teve seu primeiro celular 3 anos antes do seu primeiro PC. É consultora em tecnologia móvel, palestrante, professora e comentarista da rádio CBN. A paixão pela mobilidade é orgânica: ela não tem a menor paciência de ficar sentada na frente de um computador. Twitter: @garotasemfio. Facebook: Bia Kunze

Artigos de Bia Kunze

Evolução e frustração: nem sempre os smartphones se tornam o que esperávamos

às 09h10 por

É da natureza do ser humano estar insatisfeito. Foca-se numa meta, luta-se para alcançá-la, e mesmo diante da conquista, em pouco tempo o infeliz ser queda-se outra vez insatisfeito. E cresce os olhos para outra coisa qualquer, recomeçando o ciclo. Agora imagine uma pessoa muito mais infeliz e instisfeita que a média, crescendo os olhos para toda e qualquer novidade que apareça a cada minuto. Somos nós, fãs de tecnologia. Mais especificamente, os loucos por celular. O cidadão sua a camisa para adquirir seu primeiro smartphone, um Android barati

Afinal, existe um sistema operacional móvel perfeito?

às 13h30 por

Como consultora em tecnologia e blogueira, estou sempre às voltas com lançamentos de smartphones e tablets, testando as novidades do mercado, de todas as marcas e plataformas. Mesmo dando meu parecer técnico, é comum as pessoas questionarem minhas preferências pessoais: como enxergo o mercado de sistemas operacionais móveis hoje? Quais eu acho melhores? Não arrisco mais dizer que existe sistema operacional "melhor" ou "pior". Há aquele que mais de aplica a cada usuário. Claro que todos possuem defeitos e qualidades, mas sejamos honestos: há os que tem mais defeitos e os que tem ma

Gafes em tempos de mobilidade

às 18h48 por

Quando falamos em gafes da era da mobilidade, a primeira coisa que vem à mente é o tal corretor ortográfico que mais parece coisa de troll do que de dispositivo inteligente. Quem não tem um "causo" envolvendo autocorreções bizarras? Acho que a pior que aconteceu comigo foi quando meu previsor achou que a palavra "nerd" deveria ser substituída por "merda". Já pensou, logo eu, chamando nerd de me

Notificações, a nova praga dos dispositivos móveis

às 18h34 por

E lá vou eu falar mal de algo que, aparentemente, todo mundo ama: as notificações em dispositivos móveis. Claro que notificações são úteis. Em vez de abrir o aplicativo da sua rede social favorita em busca de novidades, um aviso pipoca na sua tela sempre que surgir algo que você definiu como important

Desoneração de e-readers? Só em sonho...

às 18h48 por

Depois de muita espera, a presidente Dilma Rousseff assinou o decreto para desoneração dos smartphones. Ótima notícia: depois dos PCs, vieram os tablets e agora os smartphones. Viva a inclusão digital! Mas... e os e-readers? Esses continuam num ostracismo de dar pena. Primeiro, por ca

Facebook Home: antídoto contra a FaceEstafa?

às 17h48 por

Nesta semana, Mark Zuckerberg mostrou à imprensa o Facebook Home. Contrariando as apostas de um celular próprio ou um aplicativo reformulado, o Facebook Home é uma nova tela inicial para smartphones e tablets com Android, na qual o Facebook passa a ser o centro das interações e atividades do dispositivo.

O papa é trending

às 13h30 por

Semana passada, pouco antes do conclave que escolheria o novo papa, critiquei no Twitter o fato da igreja católica utilizar a secular chaminé para avisar o mundo da escolha de seu líder. Em tempos em que padarias anunciam no Twitter sua próxima fornada de pãezinhos, a igreja usa... sinal de fumaça? Mordi a língua. Pouco tempo depois, começaram a pipocar na rede comentários sobre a bendita chaminé. Reconheci seu charme. Ela não é antiquada. É hipster. A coisa cresceu de tal forma que, da chaminé, passou-se a falar da gaivota… Outro

O que dirão sobre seu perfil do Facebook daqui a 100 anos?

às 15h28 por

Cuidado, gente. O Google indexa tudo. Tudo! É mais do que corriqueiro postar uma bobagem num blog ou numa rede social qualquer e depois se arrepender. Depois que você se dá conta da besteira, é tarde demais. Dependendo do assunto, já pode estar correndo o mundo. Não adianta simplesmente apagar o post. Isso também vale para quem desejar excluir todo o perfil em uma rede social: se um dia você optar por sumir do mapa, é possível que, mesmo assim, se recupere o que foi publicado. É por isso que vemos celebridades e políticos em péssimos l

Nossa maior jabuticaba tecnológica: os celulares rodando S40

às 16h45 por

Recentemente falei aqui no Tecnoblog das jabuticabas da tecnologia móvel, coisas tão características nossas quanto o futebol e o carnaval. Não comentei no texto, mas ficou faltando uma. A principal! Por isso, decidi dedicar uma coluna somente para ela. Trata-se do sistema operacional S40 da Nokia. O S60, chamado de Symbian, foi aposentado. Não serão mais feitos aparelhos S60, mas os últimos modelos continuarão à venda por um tempinho, junto com os 43% da base de smartphones que hoje está nas

Nossa Matrix tem céu e inferno: as redes sociais e os portais noticiosos

às 15h00 por

Estamos habituados a nos referirmos ao mundo virtual como a "Matrix". Muita gente anseia desesperadamente pelo momento do dia em que farão login em seu universo paralelo. No último fim de semana, cheguei à conclusão que mesmo a Matrix não é uma só. Ela tem duas versões, "Matrix Céu" e "Matrix Inferno". O céu são as redes sociais. Todos são lindos, inteligentes, es

As jabuticabas da tecnologia móvel

às 15h35 por

Certamente os leitores do Tecnoblog, amantes de tecnologia, adoram acompanhar as principais novidades do meio também em sites estrangeiros -- afinal, tudo acontece primeiro na Ásia, EUA e Europa. Com o início da CES, estamos todos de olho nos lançamentos e tendências. Todavia, perspicazes como são, vocês devem ter notado que em muitos aspectos a realidade vivida no resto do mundo é muito diferen

Tecnologia móvel, a vilã do Enem 2012

às 13h45 por

Vestibular nunca foi fácil. Tanto para quem faz quanto para quem organiza. Assim como acontece hoje com o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), acontecimentos bizarros davam a tônica das manchetes de jornais, TV e rádio nos meus tempos de vestibulanda. Estudantes atrasados, passando mal ou colando nunca foram novidade. Porém, a chamada "cola eletrônica" era sofisticadíssima: envolvia uma quantidade grande de pessoas e exigia equipamentos de ponta. Há quase 20 anos, quando fiz meu vestibular, recursos tecnológicos para burlar o sistema era para poucos.

Carregar mais posts