Paulo Higa

Sobre

Paulo Higa tem 24 anos, é jornalista e mora em São Paulo. Desmontador de eletrônicos desde criancinha, passou das fontes de alimentação para as baterias de íons de lítio. Página pessoal. Envie um email.

Pesquisadores descobrem novas formas de explorar falhas Meltdown e Spectre

15/02 às 16h48 por

Enquanto a indústria continua trabalhando para mitigar as falhas Meltdown e Spectre, que afetam quase todos os processadores feitos nos últimos vinte anos, pesquisadores de segurança da Nvidia e da Universidade de Princeton descobriram novas formas de explorar as vulnerabilidades. Os pesquisadores explicam que, com as variantes MeltdownPrime e SpectrePrime, é possível obter o mesmo tipo e quantidade de informações do Meltdown e do Spectre.

Vaio S11 e S13 chegam ao Brasil custando a partir de R$ 8.999

15/02 às 14h52 por

A Positivo lançou nesta quinta-feira (15) dois notebooks da marca Vaio no Brasil: eles se chamam Vaio S11 e Vaio S13, são leves, têm armazenamento em flash e custam caro, com preços sugeridos entre R$ 8.999 e R$ 9.999. O Vaio S11 é o mais compacto, com tela IPS LCD de 11,6 polegadas (1920x1080 pixels) e peso de 840 gramas. Ele tem processador Core i5–7200U, 8 GB de memória LPDDR3 e SSD de 256 GB. Nas laterais, há um l

Não responda ao SMS de autenticação de dois fatores do Facebook

15/02 às 12h19 por

Quando você ativa a autenticação de dois fatores no Facebook, passa a receber um SMS automático com um código numérico sempre que tenta fazer login. Pelo visto, a rede social decidiu que era uma boa ideia aproveitar o mesmo número para enviar notificações inconvenientes. E, se você responder às mensagens, terá uma surpresa desagradável: seus xingamentos serão publicados no seu perfil.

Intel paga até US$ 250 mil para você encontrar bugs em processadores

15/02 às 09h43 por

Em meio ao escândalo Meltdown e Spectre, a Intel decidiu expandir nesta quarta-feira (14) seu programa de recompensas para pesquisadores que encontrarem vulnerabilidades nos processadores da empresa. O Intel Bug Bounty Program oferece até US$ 250 mil, dependendo da gravidade da falha de segurança e da dificuldade em mitigá-la. O programa para caçadores de bugs já existia na Intel, mas era restrito a convidados. Agora, ele está aberto para qualquer um, desde que tenha pelo menos 18 anos, nã

O HomePod pode manchar seu móvel de madeira

14/02 às 15h34 por

O HomePod é durável e foi elogiado pela qualidade sonora, mas é bom ter cuidado na hora de escolher o local de instalação: ele tem manchado móveis de madeira, deixando um anel branco indesejável nas superfícies. O problema foi notado inicialmente por veículos estrangeiros que estavam testando o HomePod. No

Qualcomm anuncia modem 4G que chega a 2 Gb/s

14/02 às 14h59 por

Enquanto o 5G não chega, a Qualcomm anunciou nesta quarta-feira (14) seu modem mais avançado para conexões 4G. O Snapdragon X24 estará dentro de smartphones lançados a partir de 2019 e atinge velocidades de download de até 2 Gb/s e upload de até 316 Mb/s. O novo modem da Qualcomm será o primeiro chip do mercado fabricado em processo FinFET d

Como funciona o bloqueador de anúncios do Chrome

14/02 às 11h43 por

O Chrome terá um bloqueador de anúncios nativo para lutar contra as propagandas de má qualidade, que se sobrepõem ao conteúdo, tocam som ou ocupam espaço excessivo na tela. O recurso será ativado para todos os usuários do navegador a partir desta quinta-feira (15), e o Google deu mais detalhes de como ele vai funcionar. Diferente de outros adblockers, como Adblock Plus ou uBlock Origin, o recurs

Google quer tornar e-mail mais interativo com suporte a AMP no Gmail

14/02 às 10h30 por

O AMP (Accelerated Mobile Pages) foi criado originalmente para aumentar a velocidade de carregamento das páginas em dispositivos móveis; ele aparece como um ícone de raio nos resultados de busca do Google. Mas a tecnologia deve chegar em breve ao Gmail: a empresa quer tornar os e-mails mais interativos. Na prática, o AMP é um padrão aberto que consiste em um HTML simplificado: ele deixa de lado os códigos pesados em JavaScript o

Falha permitia espalhar minerador de criptomoeda pelo Telegram

14/02 às 09h45 por

Uma falha de segurança permitiu que hackers distribuíssem um minerador de criptomoeda por meio do Telegram sem que as vítimas soubessem. A vulnerabilidade, descoberta pela Kaspersky, estava sendo explorada desde março de 2017 e se aproveitava do processador do usuário para minerar Monero, Zcash e semelhantes. De acordo com a Kaspersky, a brecha estava no aplicativo para desktop do Telegram. Ele suporta um padrão Unicode que permite escrever da direita para a es

Carregar mais posts