Antivírus e Segurança

Sobre

Posts sobre segurança em computadores e também na internet. Traz informações sobre vírus, scams, tentativas de roubo de senhas e mais.

WhatsApp Pink é app falso que envia spam via Telegram e Signal

às 18h57 por

O WhatsApp é usado com frequência em diversos tipos de práticas indevidas. Desta vez, a promessa do chamado WhatsApp Pink tem feito vítimas de spam no app e em mensageiros como Telegram e Signal. No entanto, trata-se de um aplicativo falso que consegue assumir controle de algumas funções no smartphone. WhatsApp terá integração com Messenger, indica código do Facebook

Santander deve indenizar cliente que caiu em golpe de WhatsApp clonado

às 20h31 por

O Santander foi condenado a indenizar uma cliente que foi vítima de golpe de WhatsApp. A Justiça entendeu que o banco não agiu devidamente depois de receber o relato da fraude e, por isso, deveria devolver os R$ 2.980 depositados e pagar uma compensação adicional de R$ 5.000 por danos morais à titular da conta. Golpes de WhatsApp dão até 8 anos de prisão em projeto aprovado na Câmara

Google estende prazo para revelar falhas de segurança de outras empresas

às 14h39 por

O Google criou o Project Zero em 2014 com uma proposta bem clara: identificar falhas de segurança em serviços ou softwares de terceiros, notificar os responsáveis e dar um prazo para que a correção seja providenciada antes de o problema ser divulgado. A partir de agora, esse prazo poderá ser estendido em 30 dias, por um bom motivo: dar tempo para a atualização ser implementada. Google vai decidir quais apps no Android 11 terão acesso total a arqui

FBI invadiu iPhone de atirador usando falha da Mozilla

às 21h28 por

Veio à público a forma como o FBI conseguiu invadir o iPhone de Syed Rizwan Farook, um dos atiradores que participou do atentado de San Bernardino em 2015. A ação ocorreu em parceria com uma pequena empresa de segurança australiana, chamada Azimuth Security, e não recebeu ajuda da Apple – segundo o relatório publicado pelo The Washington Post, a invasão foi possível graças a uma brecha da Mozilla. Hackers ganham US$ 1,2 milhão por invadire

FBI “hackeia” servidores Microsoft Exchange para remover brecha

às 15h37 por

Quatro falhas de segurança no Microsoft Exchange comprometeram milhares de serviços de e-mail ao redor do mundo nas últimas semanas. Os problemas foram corrigidos pela Microsoft, mas muitos servidores ainda estão vulneráveis. Em função disso, o FBI partiu para uma estratégia atípica: decidiu solucionar por conta própria as brechas de serviços comprometidos nos Estados Unidos. Hackers ganham US$ 1,2 milhão por invadirem Windows 10,

Hackers ganham US$ 1,2 milhão por invadirem Windows 10, Chrome e mais

às 20h24 por

A competição de hackers Pwn2Own 2021, realizada pela Zero Day Initiative, pagou US$ 1,2 milhão aos participantes por invadirem o Windows 10, Google Chrome, Safari e outros serviços nas categorias de navegadores da web, virtualização, servidores e comunicação corporativa. No total, foram 23 tentativas cadastradas, e o prêmio total incluía mais de US$ 1,5 milhão em dinheiro, além de um Tesla Model 3 – ainda que ninguém tenha se insc

Facebook exibiu anúncios de Clubhouse “para PC”, app falso com malware

às 15h54 por

A exclusividade do Clubhouse no iOS continua sendo usada para levar usuários a baixarem aplicativos maliciosos. Nesta semana, cibercriminosos usaram anúncios do Facebook para promover uma suposta versão para PC do serviço de salas de áudio. Ela ainda não existe, mas as chamadas conseguiram contornar a moderação da rede social. O que é o Clubhouse? Como excluir a conta do Clubhouse? Segundo o

LinkedIn é uma das fontes em vazamento de 500 milhões de contas

às 15h09 por

Um hacker colocou à venda na internet dados de 500 milhões de usuários supostamente extraídos de uma rede social. Não, o caso não tem relação com o vazamento que afetou o Facebook recentemente. O hacker alega que os registros colocados à venda foram extraídos do LinkedIn. A plataforma nega o vazamento. Veja se

Polícia usa Cellebrite para resgatar provas apagadas de celular no caso Henry Borel

às 17h27 por

A empresa israelense Cellebrite ganhou os holofotes há alguns anos quando colaborou com o FBI para invadir o iPhone 5c do terrorista que realizou o atentado de San Bernardino nos EUA. Ela voltou a chamar a atenção nesta semana: seu software foi utilizado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro para obter mensagens apagadas de celulares, dentro da investigação sobre a morte do menino Henry Borel.

Facebook não quer avisar 533 milhões de usuários sobre vazamento de dados

às 14h24 por

O Facebook não planeja notificar os 533 milhões de usuários afetados pelo vazamento que resultou na divulgação gratuita na internet de dados como número de celular e nome. A justificativa é de que não há plena certeza sobre quais contas tiveram informações vazadas. Além disso, a empresa diz que, mesmo com o aviso, as pessoas não podem fazer nada para resolver a situação.

Facebook confirma ser fonte de vazamento, mas diz que não sofreu invasão

às 17h13 por

Um conjunto de arquivos com 533 milhões de números de celular foi divulgado de graça neste final de semana. O Facebook confirma que é a fonte desse vazamento, mas quer deixar claro - por algum motivo - que não foi vítima de uma invasão. Na verdade, isso não foi necessário, porque a rede social expôs os dados de seus usuários em um recurso para importar contatos.

App que promete Netflix grátis no Android espalha malware via WhatsApp

às 13h35 por

Um novo aplicativo malicioso chamado FlixOnline foi encontrado dentro da Play Store, prometendo acesso liberado ao Netflix enquanto infecta o smartphone ou tablet Android. Uma vez instalado no gadget, o malware utiliza o mensageiro WhatsApp para se espalhar nos dispositivos de outras pessoas ao responder automaticamente a qualquer mensagem recebida. Novo malware avançado para Android finge ser atualização de sistema

Carregar mais posts