Especial

Por que a melhor criptografia é open source

às 16h00 por

A história da Crypto AG é bem conturbada. Ela foi fundada originalmente na Suécia, em 1920, com o nome de Cryptoteknik. O fundador faleceu e seu principal investidor, Boris Hagelin, assumiu a empresa. Em 1940, na Segunda Guerra Mundial, quando os nazistas invadiram a Noruega, Hagelin mudou-se para os EUA e ofereceu seus serviços aos órgãos de inteligência norte-americanos, ganhando um contrato em que licenciou a fabricação de mais de 140 mil máquinas que seriam usadas pelos Aliados.

Como vai funcionar o PIX, novo sistema de pagamento instantâneo

às 16h45 por

19 de fevereiro foi a data escolhida pelo Banco Central para o anúncio oficial do PIX, sistema de transferências e pagamentos instantâneos que entrará em vigor em novembro de 2020. TED, DOC, boleto, cheque? Tudo isso ficará obsoleto (mais do que já é). A proposta é tão audaciosa que deixa uma pergunta no ar: como o PIX funcionará?

TB Comunidade #005: macOS, PicPay, Samsung Galaxy S20, iFood e mais

às 19h18 por

Semana de lançamentos: a Samsung realizou o evento Unpacked para anunciar os novos Galaxy S20, S20+ e S20 Ultra e o Galaxy Z Flip — o novo dobrável da marca. Além destes assuntos, essa semana a Comunidade do TB veio recheada de sugestões: PicPay, app para Twitter e ofertas — que inclusive é uma das novidades da Comunidade… Conheça a nova comunidade do Tecnoblog

Ransomwares: da insanidade ao modelo de negócios

às 14h59 por

Apesar de terem sido apresentados ao público de maneira mais ampla por volta de 2017, quando, em um espaço de poucos dias, o WannaCry atingiu o NHS, sistema público de saúde inglês, a matriz da Telefónica na Espanha e outros alvos diversos, os ransomwares não são algo propriamente novos. O que é um ransomware?

TB Comunidade #004: Spotify, Windows, MacBook, Facebook e outros

às 19h30 por

Em pleno 2020, por que você ainda usa o Facebook? Essa foi uma das reflexões propostas na Comunidade do Tecnoblog nesta semana. Dois dos cinco tópicos destacados geraram discussões a respeito de sistemas operacionais que acompanham os aparelhos. Você escolhe o hardware a partir do software — compra um MacBook por conta do macOS — ou o software a partir do hardware — no caso de Smart TVs com Tizen ou webOS?

Clearview e o determinismo tecnológico

às 11h15 por

"A sociedade ocidental aceitou como inquestionável o imperativo tecnológico, que é deveras arbitrário em seu mais primitivo tabu: não apenas o dever de promover a intenção e criar constantemente novidades, mas também o igual dever de render-se à estas novidades de forma incondicional, só porque elas são ofertadas, sem respeitos às suas consequências humanas." A observação de

20 anos de The Sims: na porta da próxima geração

às 13h15 por

"Com 19 anos ainda pedia The Sims de Natal", disse uma amiga para mim, quando eu perguntei para ela sobre o jogo. Lançado no ano de 2000, The Sims se tornou uma das franquias mais populares do PC, em pouco tempo. Hoje, quem gosta do título, não deixa de se animar quando o assunto vêm à tona, seja pela nostalgia ou pela emoção já garantida. The Si

TB Comunidade #003: Apple, Correios, smartwatches, dinheiro virtual e mais

às 18h24 por

Finalmente chegamos ao fim desse ano, digo, deste mês. A semana de 27 a 31 de janeiro na Comunidade do Tecnoblog trouxe algumas discussões interessantes sobre o futuro do mercado tecnológico: dinheiro virtual, smartwatches, concorrência para o YouTube… Sem contar, é claro, os debates sobre o noticiário — Apple, Microsoft, iFood e Correios.

TIM Beta: as melhores alternativas da Claro, Oi, Vivo e da própria TIM

às 14h37 por

O TIM Beta é (ou era?) um dos planos mais adorados da audiência do Tecnoblog, mas desde o anúncio do reajuste do pacote mensal — de R$ 55 para R$ 60 — muitas pessoas estão procurando alternativas: é possível encontrar opções similares ou até melhores nas operadoras Claro, Vivo, Oi e até mesmo na TIM, seja no pré-pago ou controle.

FBI versus Apple, é muito mais que FBI versus Apple

às 16h35 por

Criptografia não é algo novo, ainda na Roma Antiga a “Cifra de César” era usada para tornar ilegíveis as mensagens que eram enviadas para os líderes dos exércitos romanos nos campos de batalha. Era algo rústico, que consistia basicamente em deslocar as letras do alfabeto, ou seja, se fosse uma cifra com valor 3, o “A” se transformaria em “D”, o “B” em “E” e assim por diante, veja a imagem abaixo, que deixa mais clara a operação. Vão tirar o biscoito do retargeting...

Carregar mais posts