Início / Especiais / Internet /

Fontes para seguir no Twitter e receber informações confiáveis sobre Ucrânia e Rússia

Jornalistas, especialistas em relações internacionais estão entre as fontes de informação importantes para entender conflito entre os países

André Leonardo

Por

Especial
Achados do TB Achados do TB

As melhores ofertas,
sem rabo preso 💰

Desde que a Rússia iniciou a invasão militar contra a Ucrânia no dia 24 de fevereiro, muitas contas começaram a compartilhar vídeos e conteúdos sobre o conflito no Twitter. Contudo, como você pode imaginar, a rede social é um lugar bastante fértil para a disseminação de fake news. Confira uma lista com fontes confiáveis e também como criar listas e filtrar informações relevantes sobre o conflito.

Logo Twitter
Twitter (Imagem: Vitor Pádua / Tecnoblog)

Por que filtrar o conteúdo?

Embora a invasão russa sobre o território ucraniano seja algo condenado pela maioria dos países, a discussão sobre geopolítica que envolve os países é muito antiga e complexa para ser definida por quem não entende as questões envolvidas. 

Portanto, é importante ver quem está compartilhando o material e não aceitar tudo como verdade. O objetivo de quem produz fake news é gerar revolta e fazer com que o conteúdo seja compartilhado sem que as pessoas reflitam.

Esse artigo vai apresentar fontes que combinam especialistas sobre os países envolvidos na guerra, veículos de comunicação reconhecidos, jornalistas e outras contas que postam conteúdo sobre o conflito em inglês e português.

Adicionalmente, saiba como criar listas e traduzir Tweets para organizar o seu conteúdo e ficar por dentro do debate.

Pessoas que publicam em português

  • Oliver Stuenkel — Professor de Relações Internacionais da Fundação Getúlio Vargas
  • Mariana Sanches — Jornalista, cientista social e correspondente da BBC Brasil nos Estados Unidos
  • Yan Boechat — Jornalista — Está na Ucrânia cobrindo o conflito 
  • Tanguy Baghdadi — Professor de Relações Internacionais da Universidade Veiga de Almeida

Pessoas que publicam em inglês

Volodymyr Zelensky (imagem: Facebook/Centro de Comunicações Estratégicas da Ucrânia)
Volodymyr Zelensky (imagem: Facebook/Centro de Comunicações Estratégicas da Ucrânia)
  • Joe Biden — Presidente dos Estados Unidos (conta oficial da presidência)

Veículos de comunicação

Em português

  • O Globo Mundo — Conta do jornal O Globo focada em notícias internacionais
  • Folha Mundo — Perfil oficial da editoria Mundo da Folha de São Paulo

Em inglês

The Kyiv Independent imagem divulgação
The Kyiv Independent é um site de jornalismo independente da Ucrânia (Imagem: Divulgação)
  • Kyiv Post — Portal de notícias ucraniano existente desde 1995
  • The Kyiv Independent — Site de jornalismo independente que produz conteúdo sobre a Ucrânia em inglês, composto por jornalistas que discordavam da linha editorial do Kyiv Post 

Organizações e Instituições

Imagem Logo ONU
É possível acompanhar informações sobre refugiados pelos perfis da ONU (Imagem: Reprodução/ ONU)
  • Reporters Without Boarders – Organização não governamental focada na liberdade de imprensa (conta em inglês)
  • OTAN — Organização do Tratado do Atlântico Norte (conta em inglês)
  • ONU Brasil — Perfil das Nações Unidas em português 

Como criar uma lista no Twitter para acompanhar o conflito

Agora que você tem indicações de perfis para seguir e acompanhar informações sobre a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, é possível ler o conteúdo dessas contas de forma separada do seu feed, através das listas do Twitter. 

O recurso permite que você crie listas com temas específicos e inclua contas relacionadas ao tópico. Nós já explicamos como criar listas no Twitter e as diferenças entre listas públicas e privadas.

A vantagem de ter uma lista para o assunto é poder fixá-las na página inicial. Dessa forma, fica mais fácil de ver o que essas contas estão publicando, a um gesto de distância.

Imagem lista do Twitter - Conflito Rússia - Ucrânia
Listas do Twitter podem ser uma boa alternativa para filtrar conteúdo (Imagem: Lucas Lima/ Tecnoblog)

Como traduzir um Tweet

Como uma das características do Twitter é ser uma rede de troca de informações rápidas, a plataforma elaborou um recurso de tradução de Tweets em parceria com o Google e a Microsoft, que pode ser útil para acompanhar informações direto de fontes internacionais.

Para traduzir um Tweet é simples: 

  1. Clique na mensagem desejada em sua lista ou no seu feed;
  2. Depois, clique na opção “Traduzir Tweet” que fica abaixo do texto original da mensagem.
Imagem traduzir Tweet - Conflito Rússia - Ucrânia
Tradução de Tweet (Imagem: André Leonardo/ Tecnoblog)

O recurso funciona para diversos idiomas, como é possível ver na mensagem do presidente ucraniano Volodymyr Zelensky. Caso o Tweet não possa ser traduzido automaticamente a mensagem “Traduzir Tweet” não será exibida.

Se você não conseguir traduzir um Tweet, ainda é possível copiar o texto e fazer a tradução na internet. Em outro texto, nós explicamos como usar o Google Tradutor, caso precise de ajuda.

É importante ficar atento quanto a campanhas de desinformação para não compartilhar mentiras na rede, pois a responsabilidade é de todos.