Financie isso: Virtuix Omni, a esteira para correr nos games

Giovana Penatti
Por

O nome dessa esteira é familiar? A gente falou dela aqui no TB quando começou a virar notícia ao ser pareada com o Oculus Rift. Agora, a Omni foi para o Kickstarter e tem tudo para repetir o sucesso do óculos de realidade virtual, já que o valor está próximo do primeiro milhão e ainda falta 20 dias para o fim da campanha.

Ela não é da mesma empresa do Oculus Rift, mas costuma ser linkada a ele porque os dois se dão muito bem juntos no papel de tornar a experiência gamer o mais realista possível. O óculos fica, claro, com a parte visual; a esteira, com a movimentação.

Ao contrário do Oculus, que precisa ter jogos adaptados, ela já chega pronta para funcionar com qualquer game que utilize teclado e tem suporte a Kinect. Ela também funciona com os controles Razer Hydra e Delta Six, mas nada foi anunciado quanto a compatibilidade com Xbox e PlayStation.

Com a Omni, os atos de caminhar, correr, pular e abaixar são transferidos para o jogo. Ela é uma esteira circular que permite ao jogador andar em qualquer direção. Para evitar que ele caia, a superfície tem uma textura que se encaixa nos sapatos especiais que a acompanham e há um aro na altura da cintura da pessoa para delimitar o espaço.

Os financiamentos a partir de 349 dólares davam aos apoiadores um exemplar da Omni, mas boa parte das cotas já esgotaram; agora, é preciso desembolsar pelo menos 429 dólares para ter a esteira completa em casa. O frete não poderia ser barato, já que ela pesa 120 quilos e a plataforma tem 1,20 m de diâmetro; a taxa para envios internacionais não sai por menos de 100 dólares. E imagino que, para entrar no Brasil, ela ainda fique um pouco mais cara por causa dos encargos.

Mas quem não tem tanta grana assim para investir pode apoiar a ideia gastando bem menos e recebendo recompensas mais simples, como camiseta e pôster.

O preço da versão final deve ficar entre 499 e 599 dólares e ainda não há previsão de lançamento.

Por que é legal? Porque é um jeito completamente novo e imersivo de jogar videogame.

Por que é inovador? Porque o mais próximo disso é o Kinect, que no máximo fazer correr “para cima”, sem sair do lugar… E passar muita vergonha fazendo isso.

Por que é vanguarda? É um dos primeiros equipamentos dessa nova leva de realidade virtual.

Vale o investimento? Depende. Precisa ser muito mais que gamer hard core para investir o tanto de dinheiro que inclui entre as recompensas a esteira. Isso é para quem trabalha na área, provavelmente. No entanto, quem curtiu a ideia e quer apoiar o desenvolvimento da tecnologia pode fazer isso sem gastar tanto.

Relacionados

Relacionados