Meio Bit » Software » OpenXiitas agora atacam a Receita Federal

OpenXiitas agora atacam a Receita Federal

14 anos e meio atrás

Na falta de argumentos, o pessoal da Free Software Foundation-Latin America resolveu atacar o usuário. Nas palavras de Alexandre Oliva, conselheiro da mesma:

"Para ser usado legalmente, todo programa deve ter uma licença de uso, seja ela livre ou não. O IRPF 2007 não tem nenhum tipo de licença, o que significa que o usuário transgride a lei 9609/98, quando o executa para fazer a declaração do Imposto de Renda da Pessoa Física"

Isso mesmo. Desconsidere que o sistema de declaração da Receita Federal é o melhor do mundo, desconsidere iniciativas pioneiras como declaração em disquete, desconsidere inclusive a declaração online via browser. O que vale para esses xiitas é que o ReceitaNet roda em Windows, e isso é O MAAAL (insira música sinistra aqui). E não tem licença. Chamem a carrocinha!

"Nós da FSFLA somos contra um programa que não funciona em software livre, apenas na plataforma proprietária escolhida pela Receita Federal"

Calma. O problema não era a falta de licença?

E pessoas RACIONAIS são contra o desperdício de dinheiro público, meu caro. Ideologia só enche barriga pra dono de ongs, como a FSF. Veja como o Stallman está gordo. Estamos falando do mundo real, onde 98% das pessoas rodam Windows. Quando o programa foi criado, fazia sentido que essa fosse a plataforma de escolha.

Chocante, não? Pois é. Então, se a receita faz um programa que roda em 98% dos computadores dos contribuintes, está OTIMIZANDO recursos. Só vão lançar uma versão multiplataforma quando tiverem tempo e dinheiro para fazer direito. Por sorte, eles tinham os dois.

O que fizeram? Uma versão JAVA. Atende a todo mundo, roda (hoje em dia) com razoável velocidade, e está disponível em pacotes para Linux, Mac, Windows e Solaris.

É o bastante?

Não, o Alexandre MENTE ao dizer: "O resultado é esse —o programa feito pelo governo não roda em uma máquina subsidiada por um programa do mesmo governo" (referindo-se ao Computador Popular, baseado em Linux)

Mentira, Alexandre. Funciona, e funciona muito bem. Vejam a falta de informação do dito "conselheiro":

"O uso desse programa é moralmente inaceitável para quem acredita no software livre já que além de só funcionar no Windows(...)"

É assim que a FSF funciona? Com mentira e desinformação? Ou será preguiça de sequer abrir o site da Receita e procurar por 2 minutos? EU acho moralmente inaceitável um grupo de teleguiados de um Michael Moore com menos asseio pessoal tentar destruir uma das poucas iniciativas do Governo Federal que funciona direito.

Via: Uol Tecnologia

relacionados


Comentários