Meio Bit » Internet » Site de encontro? Pague por milhões de fakes ou por nada.

Site de encontro? Pague por milhões de fakes ou por nada.

Sites de relacionamento usam “mercado negro” de afiliados para conseguir atrair mais visitantes pagos?

9 anos atrás

Obviamente para nós que entendemos um pouco mais de tecnologia, é fácil identificar um website scam, certo? Não. O problema é que a maioria dos websites possuem uma estratégia de marketing tão forte, que confunde até o mais inteligente dos forever alone. Por exemplo, Match.com é um site de encontros que possui divulgação na televisão, massiva divulgação na internet (estou falando de websites dos Estados Unidos). O Match.com pode não ser um website totalmente scam, mas ele é shareware.

Quando eu digo que um website é “shareware” ao invés de freemium, eu não quero dizer que temos que comprar o site para entrar. Um modelo freemium possui quase todas as funcionalidades originais, de graça, enquanto o modelo “shareware” do Match.com possui quase todas as funcionalidades pagas: você só pode ver o perfil das pessoas, pois para ter acesso ao restante dos serviços há um custo mensal entre US$ 28 e US$ 34,99.

Amo Latina

Amo Latina é um site de relacionamento entre “americanos” e latinas.

Eu ainda lembro quando redes sociais como Facebook e Twitter lutavam para conseguir seus usuários. Pois bem, existe um website que cria uma rede social de relacionamento para você! E sabe o que é “melhor”? Já vem com centenas de milhares de perfis pré-instalados… Sim, são bots. Sim, eles respondem quase tudo o que você fala com eles e sim, eles ajudam a movimentar a empresa.

Obviamente que eu não estou classificando todos os sites de relacionamento como fake/scam. Eu fiz um artigo sobre o Badoo aqui e das várias pessoas com as quais eu falei, “rolou” com três pessoas diferentes.

O que acontece é o seguinte: nós webdesigners somos pagos para trazer visitantes aos respectivos websites que desenvolvemos. É por isso que existem tantas pessoas interessadas no Match.com, pois existem sites do “sub-mundo” que pagam cerca de US$ 2,60 por cadastro gratuito (o Match.com deve pagar nessa faixa). Sites de seguro geralmente pagam US$ 60 por preenchimento de informação e sites de medicamentos pagam até US$ 200 pelos dados de cada pessoa.

Esse é um tipo de “mercado negro” de afiliados que simplesmente faz sucesso. Pessoas usam e abusam do Black Hat SEO para conseguir seus resultados e, obviamente, são poucos os resultados satisfatórios. É por essas coisas que concordo 100% com a MILF que processou um site de relacionamento: processos judiciais são boas armas para tentar deter essas “pragas” de sites de relacionamento fake.

OBS: Enquanto você passa anos tentando fazer White Hat SEO ou mesmo ganhar dinheiro honestamente pela internet, vem um sujeito cria um “livro” com dicas de 2000 pré-bolha, ensinando como ganhar dinheiro na internet. Faz uma campanha de marketing gigante e um monte de pessoas bestas compram. É claro que o cara vai vender centenas de livros, as pessoas que compram e que lêem não fazem a menor idéia do que estão se “metendo”.

OBS2: Eu rejeito sites de afiliados que possuem campanha desse tipo. Não uso, acho chato pois me imagino como consumidor e não como publicitário. Às vezes, nós profissionais precisamos pensar um pouco mais como cliente do que como publicitário.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários