Meio Bit » Demais assuntos » Cientistas comprovam tecnologia de Fusão a Frio? Spoilers: Não.

Cientistas comprovam tecnologia de Fusão a Frio? Spoilers: Não.

Outro dia, outro maluco violando as Leis da Fisica. Desta vez um velho picareta ainda empurrando sua máquina mágica de fusão a frio.

8 anos atrás

ZPM_2

Em 1989 o mundo científico piscou, com a publicação de um trabalho de dois cientistas, Stanley Pons e Martin Fleischmann. Segundo a pesquisa um equipamento simples, utilizando Paládio, água pesada e eletricidade havia gerado nêutrons e calor, indicando algo considerado impossível: Fusão nuclear em temperatura ambiente.

A chamada “fusão a frio” gerou uma febre (sorry) na comunidade científica. Laboratórios no mundo todo tentaram replicar o experimento. A grande maioria falhou, mas alguns obtiveram resultados… interessantes. Hoje percebe-se que estatisticamente falhas de metodologia e equipamentos iriam induzir esses resultados, como provavelmente aconteceu com o experimento original, e a idéia de fusão a frio foi abandonada, exceto pelos teóricos da conspiração.

De vez em quando eles conseguem convencer alguns desavisados a investir em projetos que criarão fontes de energia renováveis, baratas, não-poluentes, algo realmente atraente, infelizmente inexistente. Um desses “cientistas” é um tal de Andrea Rossi, inventor italiano que tem no currículo a invenção de um método para converter lixo orgânico em óleo. Claro, logo depois ele foi preso por crimes ambientais e evasão fiscal, mas é só um detalhe.

Ele vem enrolando um monte de gente com um tal de E-Cat, um equipamento que utilizaria fusão a frio para geração de energia. O problema é que o equipamento teve sua patente negada. A justificativa: “Viola as Leis da Física conhecidas, não demonstrando seu funcionamento de forma experimental ou via uma sólida argumentação científica”.

termodinamica

Agora Rossi ataca de novo. Ele conseguiu que um grupo de cientistas publicasse um relatório onde demonstram através de medições que o E-Cat emitiu mais calor do que a energia usada para alimentá-lo. UAU! Temos fusão a frio, vamos para as estrelas, certo?

Não.

De novo temos uma caixa-preta. Não há nenhuma informação do que há dentro do equipamento. Isso não é ciência, é magia, e não no bom-sentido, da 3a Lei de Clarke. Temos um inventor de reputação duvidosa dizendo que uma máquina que ele não diz como funciona nem deixa ninguém ver por dentro faz algo extraordinário.

Ciência não funciona assim. Se um experimento não pode ser replicado é apenas uma curiosidade anedótica. Pons e Fleischmann publicaram TUDO de seu experimento e ajudaram com informações todos que tentaram replicá-lo. Claro, ficaram decepcionados quando não deu certo, mas ciência não existe para fazer cientistas felizes. Exceto a psicofarmacologia, claro.

Tudo que fizeram foi medir a emissão térmica do dispositivo, sem saber o que havia lá dentro.

Você verá matérias sobre Rossi no G1, Terra, UOL e na Academia de Ciências do Fantástico, mas acredite: É só mais um vendedor de Herbalife. Ele existe apenas por ser algo que as pessoas querem muito que exista. Só que querer NÃO é poder, nem afeta as Leis do Universo.

Fonte: W

relacionados


Comentários