Meio Bit » Games » XNA Studio 2.0 Beta - Que tal navegar até Cozumel ?

XNA Studio 2.0 Beta - Que tal navegar até Cozumel ?

13 anos atrás

Hoje fiquei sabendo, pelo blog do Juliano, que foi disponibilizado o XNA Game Studio 2.0 beta. Isso me incentivou a escrever sobre este interessante tema.

Na era pré-XNA existiam apenas duas formas de fazer jogos :

- Baixo nível, acessando direto APIs. Em ambiente windows, APIs do DirectX, em outros ambientes, OpenGL. Programação complexa feita em C++ ou outras linguagens de baixo nível

- Altissimo nível, através do uso de Engines, como o TorqueX (que na sua versão mais simples, é gratuita) da Garage Games e inúmeras outras

xbox01 Enquanto o uso de programação baixo nível era complexo demais, o uso das engines poderia deixar o desenvolvedor limitado aos recursos oferecidos pela Engine.

Surge então o XNA, um framework que abstrai o uso do DirectX, permitindo o desenvolvimento de jogos com grandes recursos gráficos dentro de um ambiente gerenciado.

O XNA é um framework para ser utilizado com o .NET framework. Qualquer linguagem do .NET framework pode fazer o desenvolvimento de jogos para XNA, mas até hoje a ferramenta de desenvolvimento integrada ao XNA - o XNA Game Studio - era facilmente integrada apenas ao C# e dava mais trabalho para fazer o desenvolvimento com outras linguagens.

O XNA assumiu então uma posição entre as duas formas de desenvolvimento de games existentes : extremamente mais simples do que o desenvolvimento em baixo nível, mas sem as limitações das engines, já que possui todo o suporte do .NET framework.

Mas o XNA nem de longe deseja tomar o lugar das engines, pelo contrário. A intenção é simplificar o desenvolvimento de Engines e o desenvolvimento de jogos focando-se (óbvio) no XBOX 360.

Um exemplo disso é que quando o XNA ainda era versão beta, em 2006, a pioneira Garage Games anunciou a versão de sua Engine, TorqueX, desenvolvida sobre o XNA, demonstrando assim que o XNA seria a base para a criação de muitas engines

O XNA Game Studio desenvolve jogos para PC e XBOX. Porém para que o desenvolvimento seja feito para o XBOX é necessário uma assinatura do XNA Creators Club, que pode ser anual ou semestral.

Afinal, o que tem de novo no XNA Game Studio 2.0 que acabou de ser disponibilizado em versão beta ?

Suporte a todas as versões do Visual Studio

Como citei antes, a versão anterior se prendia ao C#, e não só ao C#, mas ao C# Express. Agora o Game Studio suporta todas as versões do Visual Studio

Integração com Game Services

A aplicação pode ser integrada com as informações de Game Cards do XBox e todas as informações possíveis do usuário do jogo

XNA Game Studio Device Connect Center

Um novo recurso ligado ao XNA Game Studio para a realização da conexão com o XBOX, que ficou muito mais simples na versão 2.0

Upgrade Wizard de projeto

Necessário para as migrações de versão, nem é uma "vantagem", tinha que vir e pronto.

Conversor entre plataformas

Ferramenta de conversão de jogos entre PC e XBOX (para jogos criados no XNA Game Studio, ok ?)

Integração com os Game Content Projects

O projeto do jogo em si agora é bem mais integrado aos projetos de game content (trilha sonora, personagens, etc)

Update (by Galileu Vieira) : Recursos para jogo em rede

O XNA Framework agora suporta trabalho em rede, ou seja, criação de jogos multiplayer permitindo que jogadores em diferentes máquinas possam jogar em conjunto ou competir entre si.

Sendo que isso tudo é só o inicio. Você podem ver mais detalhes no SharpGames e no XNA Creators Club

Para incentivar o estudo do XNA e o surgimento de novos profissionais para a área de jogos, que é uma área muito carente, a Microsoft criou o XNA Game Challenge. Uma competição de desenvolvimento de jogos que passou a ser realizada anualmente pela Microsoft Brasil.

O primeiro prêmio da XNA Game Challenge é o ingresso e viagem para um congresso sobre desenvolvimento de jogos. Legal, não seria nada demais, se não fosse pelo pequeno detalhe, que passa despercebido, de que o congresso acontece dentro de um navio que realiza um cruzeiro para diferentes pontos do mundo durante a duração do congresso. Ano passado foi no Caribe, este ano sairá de Miami com destino a Port Key e Cozumel.37

Este ai na foto é André Furtado. Pernambucano, estudante da UFPE, André Furtado criou uma célula acadêmica para estudar a tecnologia .NET. Estudou. Ganhou duas vezes a ImagineCup (Japão e Coréia - competição anual para estudantes, feita pela Microsoft), criou uma metodologia de desenvolvimento nacional, como uma opção ao RUP e ao MSF, sendo uma simplificação deste último, chamada Pro.NET, fez uma tese de mestrado sobre como construir o cenário de um jogo utilizando a tecnologia DSL que existe no Visual Studio (e que ficou ainda melhor no VS .NET 2008), apresentou a tese embaixo do gelo, em uma faculdade de Moscou, ganhou a I XNA Game Challenge da Microsoft (coisa simples, ao pedirem para melhorar um jogo, adicionou reconhecimento de voz), o que gerou a foto abaixo, no cruzeiro ao Caribe, até que finalmente a Microsoft resolveu o problema : Contratou ele para trabalhar na MS Corp, lá de fora, então agora ele não pode mais competir.

As imagens abaixo são da ferramenta de criação de jogos SharpLudus, criada por André Furtado. Observem como a ferramenta funciona dentro do Visual Studio (o que só é possível ver na primeira imagem) e funciona graficamente, gerando o código a partir do desenho gráfico realizado. André está fazendo a tese de doutorado neste momento, que consiste em portar o SharpLudus para que a geração de código seja em XNA.

 y1pwK3T3HHSQzF5hfZsc8XVxXuMVnaF0jd31CrDl6yS4nw7C_aO_9uiJqGYJr0gJNkPiHRnfACFh1Y

y1pwK3T3HHSQzFd_D65J20ytMhz7OyNXrg0yr_LAtDqTycuxXuYr_w7JCzG40BMj2VO5Ib7XjIoIqg

Abaixo, vídeos da apresentação de um jogo criado por ele com reconhecimento de voz. Uma pena que o vídeo não permita ver com perfeição a tela do jogo, mas já dá uma idéia (o 2o vídeo encontra-se melhor) :

 

 

 

Para deixar vocês morrendo de raiva inveja motivados, antes dos links deixo aqui algumas fotos selecionadas de Cozumel, onde o ganhador da XNA Challenge estará em pouco tempo. Lanço um desafio interessante : Se o ganhador tiver conhecido a XNA Challenge aqui no MeioBit, que tal tirar uma dessas lindas fotos com um cartaz do MeioBit em mãos (Tem prêmio ? Não sei, só os chefes (oi, Leo!) podem decidir) ?

cozumel cozumel-cristo tbb-cozumel02-762859 estado_quintana_roo__cozumel_titulo cozumelscubadiving cozumelscubadiving2

Acho que já está bom, não podemos deixar que ninguém se motive em excesso. Abaixo, agradecimentos, referências e links que serão úteis, além de uma dica final...

Agradecimentos ao Juliano, por eu ter visto a notícia no blog dele, e ao Murilo, criador do SharpGames e cujo post no SharpGames me ajudou a montar estas informações.

Para detalhes técnicos do funcionamento do XNA vocês podem conferir estes artigos e links :

Ambos os artigos foram escritos ainda na versão beta e o código precisará de adaptação, mas já dão uma boa demonstração de como tudo funciona.

Update (by André Furtado) :

- XNA Workshop 2.2

http://www.sharpgames.net/Downloads/XNA+Workshop+2+2+por+AFurtado.xna

- Webcast XNA, agosto/2007

http://www.sharpgames.net/Downloads/Webcast+XNA+de+AFurtado+-+agosto+2007.xna

- Blog sobre engenharia de software aplicada a games e XNA

http://www.afurtado.net 

Por fim, para encerrar, não podia deixar de tocar neste assunto. Existe uma frase, muito utilizada atualmente, que por si só da uma noção dos planos para o Midia Center e XBOX. Já vi isso sendo mencionado não só em eventos internacionais como eventos nacionais. A frase é (copia literal) "mudando o paradigma teclado + monitor para o paradigma TV + controle remoto"

Vejam mais sobre isso no anuncio do Partners Day e no link mais acima que contém o material das palestras.

relacionados


Comentários