Meio Bit » Hardware » A inútil e mais que ultrapassada discussão sobre as armas 3D

A inútil e mais que ultrapassada discussão sobre as armas 3D

A nova modinha da Deep Web, armas de fogo impressas em 3D não parecem representar perigo algum diante de uma boa arma improvisada, construída em oficinas clandestinas mundo afora.

7 anos atrás

seaarmadaquiehassimimaginaadajamaica

Desde que aquele maldito monolito deu a idéia, todo mundo adorou a possibilidade de exterminar o semelhante. Somos muito eficientes nisso, conhecemos dezenas de milhares de métodos para acabar com a vida de outros humanos, indo da bomba atômica a sessões forçadas de Maurício Manieri, mas a impressão que a mídia especializada passa é que éramos uma espécie pacífica e delicada, até a chegada das armas 3D.

Países estão criando leis contra elas, polícias gastam dinheiro testando protótipos, que banidos dos sites legítimos agora sobrevivem na Deep Web. Modelos 3D com o mesmo potencial subversivo/ilegal de pornografia infantil, drogas e manuais terroristas.

Isso seria legal, se não fosse irrelevante. Impressoras 3D são, e ainda serão por um bom tempo, privilégio de poucos. Os insumos são caros, demandam know-how, levam horas, em alguns casos dias para produzir seus protótipos, e no final você acaba com uma arma capenga, de ação simples, que mal resiste a alguns disparos.

NINGUÉM que absolutamente positivamente precise de uma arma colocará a vida nas mãos de uma coisa dessas. E sim, nas mãos desta:

arriba

É um rifle automático colombiano. Detalhe: não foi impresso em 3D nem comprado em loja, mas construído em uma oficina particular.

Não é nem o caso de alegar que armas artesanais são fruto de campanhas de desarmamento e dificuldade de acesso. Mesmo em lugares onde há ampla disponibilidade de armamento, a bandidagem mais ralé apela pro home-made, é o que dá pra eles pagarem.

Algumas dificilmente disparariam..

zipgunsbrazil improguns (4)

Outras, como essas cópias de MAC10 feitas no Brasil, são mais ameaçadoras…

mac10dob

Em compensação, veja este revólver artesanal feito na Austrália:

thatsnotaknife

E que terrorista ou bandido vai gastar uma fortuna com impressão 3D quando pode comprar uma escopeta ilegal artesanal Made in China?

seraquetemnadx

Para esses e MUITOS OUTROS exemplos, visite este blog sobre armas improvisadas.

O mercado de armas ilegais é enorme, existe no mundo todo e definitivamente não é nem será composto por entusiastas com licença para produzir protótipos e nerds com impressoras 3D. Essas armas são produzidas em oficinas de fundo de quintal, e ao invés de regular impressoras 3D, pela lógica deveriam tornar ilegais tornos mecânicos, fresadoras, furadeiras e outras ferramentas.

Parafraseando Stan Smith, armas 3D não matam pessoas. Pessoas matam pessoas com armas menores. E de prástico.

Espero que a mídia não descubra que dá para fazer uma FACA em uma impressora 3D, senão irão pirar de vez. Por enquanto ficam na histeria das armas, sem perceber (ou ligar) para o real problema das armas artesanais de verdade. Ou seja: em prol da audiência, ignoram o perigo real e imediato, afinal nerds são um alvo mais suculento.

Eu sou Will McAvoy e esse foi o Newsnight.

relacionados


Comentários