Meio Bit » Games » Cultura Gamer » Keiji Inafune revela Mighty No. 9, sucessor espiritual de Mega Man financiado via Kickstarter

Keiji Inafune revela Mighty No. 9, sucessor espiritual de Mega Man financiado via Kickstarter

Keiji Inafune lança campanha no Kickstarter para financia Mighty No. 9, game de plataforma destinado a se tornar o sucessor espiritual de Mega Man

7 anos atrás

mighty-no-9-001

Ontem durante um painel na PAX Prime 2013, o ex-produtor da Capcom Keiji Inafune pegou todo mundo de calças curtas ao anunciar seu próximo game. Tendo saído da Capcom em 2010 para fundar a Comcept, sua própria empresa (que já lançou Soul Sacrifice e está desenvolvendo Yaiba: Ninja Gaiden Z junto com a Team Ninja e Spark Unlimited), o criador de Mega Man revelou Mighty No. 9, um jogo de plataforma side-scrolling que é simplesmente o sucessor espiritual do robozinho ou, nas palavras dele, o que ele queria fazer com seu personagem e não conseguiu.

No vídeo de apresentação do projeto (que ainda está na fase de planejamento, é bom frisar), Inafune admite que ficou desgostoso com a indústria de games por não poder fazer os games que queria (uma indireta à série Mega Man X, que era pretendida ser encerrada no quinto título e foi estendida além da conta por ordem de cima; o desenvolvimento de Mega Man X6 foi iniciado sem que ele soubesse, o que bagunçou seus planos para a série Mega Man Zero). Além disso, o cancelamento de Mega Man Legends 3 e Mega Man Universe (em especial este último), games que teriam a participação da comunidade gamer o abalou, e ele sentia que deveria corresponder às expectativas dos fãs e além disso, por suas próprias ideias num novo título.

mighty-no-9-003

Influenciado pelas séries clássica e X, Mighty No. 9 é uma forma de trazer Universe ao grande público. No game você controla Beck, o nono de uma linha de robôs industriais poderosos, o único que não foi infectado por um vírus que deixou todos os outros loucos. Auxiliado por sua parceira Call, Beck poderá pular, atirar e absorver as habilidades dos inimigos, mas diferente de Mega Man ele transforma partes de seu corpo, como braços-imãs para grudar nas paredes ou molas para alcançar itens distantes, transformar boa parte do corpo num tanque para andar sobre espinhos e empurrar caixas e coisas do tipo.

mighty-no-9-002

O game é extremamente similar à Mega Man de propósito, o que poderia até significar uma falta de originalidade por parte de Inafune e sua equipe, mas a ideia aqui é pegar os conceitos originais e remodelá-los, trazendo a sensação do jogo original às plataformas de hoje, ou seja, tudo o que o bombardeiro azul da Capcom deveria ter sido e não foi por negligência.

Inafune conseguiu reunir uma equipe de peso para desenvolver o game, boa parte profissionais que trabalharam com ele através dos anos. É o caso da compositora Manami Matsumae, responsável pela trilha do primeiro e décimo títulos da série clássica além de Shovel Knight; Naoya Tomita, level designer do primeiro Mega Man; Takuya Aizu, CEO da Inti Creates, empresa responsável pelo desenvolvimento de toda a série Zero além de Mega Man 9 e 10; e o diretor Koji Imaeda, que ficou à frente dos três primeiros títulos.

Em menos de 24 horas a campanha já arrecadou quase metade dos 900 mil dólares para ser financiada. Mighty No. 9 está planejado para PC via Steam e outras lojas digitais e versões para Mac e Linux estão na agenda, mas caso consigam arrecadar US$ 2,5 milhões a Comcept poderá portá-lo também para PS3, Xbox 360 e Wii U.

Aos interessados, uma contribuição de US$ 20 garante uma cópia digital, com lançamento previsto para abril de 2015. Valores superiores valem mimos como a trilha sonora, uma caixa retrô do game, o manual/guia impresso e até mesmo um jantar com Inafune para quem pagar acima de US$ 10 mil, limitado a nove pessoas.

De minha parte acho a iniciativa interessante e caso Mighty No. 9 agrade, a Capcom será obrigada a engolir o fato de que sim, é possível um game do Mega Man ser bom sem ser 8-bit style.

Fonte: Kickstarter.

relacionados


Comentários