Meio Bit » Internet » Navegação anônima no Chrome para iOS não é tão anônima assim

Navegação anônima no Chrome para iOS não é tão anônima assim

Falha de privacidade no Chrome para iOS permite que um mesmo site acessado em guia não anônima tenha acesso aos dados pesquisados através do modo anônimo.

8 anos atrás

chrome_pr0n

Não sei vocês, mas, quando eu utilizo o modo anônimo do Chrome, a minha intenção é ficar longe dos olhos do Obama e da NSA, assim como impedir que alguns sites alternativos fiquem armazenados no meu histórico de navegação. Estava feliz e seguro. Até hoje.

De acordo com o TechCrunch, o pessoal xereta da Parallax descobriu uma falha de privacidade após a liberação do update do Chrome para o iOS 7 (não sei se o problema existia antes). De acordo com o relato deles, quando o usuário faz uma pesquisa qualquer no modo anônimo do navegador através da omnibox e, depois, em uma guia normal, acessa a versão mobile do google.com e digita o mesmo termo pesquisado anteriormente, o próprio Google se encarrega de completá-lo sozinho. Sim, o modo anônimo, de anônimo, não tem nada.

Veja a demonstração no vídeo abaixo:

Você deve estar pensando: uai, se há o problema, porque raios o Google não lança outra atualização para que eu possa pesquisar meus pr0ns tranquilamente? Infelizmente, ao que tudo indica, o problema é um cadin mais complicado. Através de um artigo na Central de Ajuda do Chrome, o Google explica o seguinte:

No Chrome para iOS, devido a uma limitação da plataforma, guias normais e guias anônimas* compartilham o armazenamento local HTML5, que é geralmente usado por sites para armazenar arquivos em seu dispositivo (armazenamento em cache do cliente) ou para oferecer funcionalidade off-line. Isso significa que os mesmos sites sempre podem acessar os respectivos dados nesse armazenamento, tanto em guias normais como anônimas*. As guias anônimas* ainda mantêm o histórico de navegação e os cookies separadamente das guias normais, e eles são removidos quando as guias são fechadas.

Como não sou especialista em desenvolvimento mobile, não posso questionar a afirmação do Google de que a tal falha de privacidade é gerada por uma limitação da própria plataforma. Infelizmente, ao usuário, o melhor a fazer é não pesquisar na omnibox no modo anônimo, mas, sim, digitar o endereço diretamente na barra, uma vez que os acessos diretos não ficam armazenados no navegador.

relacionados


Comentários