Meio Bit » Games » Nova geração comprova: luzes vermelhas causam superaquecimento em consoles

Nova geração comprova: luzes vermelhas causam superaquecimento em consoles

Leva inicial do PlayStation 4 tem apresentado vários problemas e embora Sony diga que apenas 0,4% dos consoles são atingidos, a quantidade de reclamações impressiona.

8 anos atrás

A nova geração de consoles finalmente chegou e, assim como o Jonathan, todos estão dançando de emoção. O PS4 é realmente uma máquina excelente e poderosa e o Xbox One, apesar de menos poderoso, também já mostra suas garras nos primeiros reviews e vídeos após o fim do embargo imposto pela Microsoft.

Lançado no dia 15 de novembro na América do Norte, o PlayStation 4, contrariando qualquer indicação e sugestão de não comprar hardware no Day One, já conseguiu a proeza de ser o maior lançamento da história da Sony, vendendo 1 milhão de unidades nas primeiras 24 horas. Isso supera o Playstation 3 que vendeu em sua estréia 980 mil cópias (no Japão).

Entretanto, a história se repete e mais uma vez um lançamento de consoles está trazendo dor de cabeça para alguns dos consumidores que compraram o aparelho no primeiro dia e o motivo é novamente as famigeradas Red Lights of Death.

RedPS4

Red Line of Death

Diversos consumidores estão reportando que a luz que sinaliza que o aparelho está ligado repentinamente fica vermelha e, após isso, o console desliga. Se você se lembrar bem, um dos vídeos famosos da E3 mostrava o console em um stand da Sony exatamente com o mesmo problema. A Sony já se posicionou alegando que essa luz indica que o console está superaquecido e o desligamento é um mecanismo de segurança

Só que falar isso para alguém que acabou de comprar seu novo videogame e não pode ligá-lo não é suficiente e muitos estão fazendo reviews negativos sobre o console nas principais lojas online.

Mas se uma cor só não fosse o suficiente, os usuários estão reportando outro problema conhecido como a Luz Azul Piscante da Morte.

Em CNTP, ao ligar o console, a luz indicativa pisca azul algumas vezes, ficando branca em seguida e mandando o sinal de áudio e vídeo para a TV. Quando esse problema acontece, entretanto, a luz fica piscando indefinidamente e o sinal nunca aparece.

Apesar de ser um ótimo nome para uma arma de ficção científica, o problema está deixando tanto jogadores quanto a Sony malucos, já que aparentemente ainda não se sabe a causa do problema. Para se ter ideia, a Sony está até orientando através desse guia os consumidores a checar desde os cabos a atualizar o firmware de suas TVs. Além disso, diversos outros problemas têm sido reportados, como a impossibilidade de ejetar o disco, obrigando o dono do PS4 faze-lo manualmente.

Apesar dos diversos problemas relatados, a Sony informou que apenas 0,4% de seus consoles apresentaram defeitos. É um ótimo índice de falhas para hardwares considerando o montante vendido, mas também significa que 4.000 jogadores estão xingando muito no twitter e se perguntando porque não escolheram o Xbox One.

Todos nós achávamos que o problema que a Microsoft teve com seu Xbox 360 seria uma lição aprendida para as fabricantes e que isso não se repetiria. Aliás, o problema de aquecimento é tão levado a sério pela empresa do tio Ballmer que ela fez questão de alardear que seu console poderia ficar 10 anos ligado direto e de mostrar seu poderoso cooler e aquela saída de ar gigante (que fizeram inclusive com que o videogame fosse um pouco mais gordinho do que precisava, IMHO).

Só que a própria indústria de videogames nos mostra que os erros de outras empresas não necessariamente viram lições aprendidas, vide os problemas no lançamento de Diablo 3, que se repetiu com SimCity, que se repetiu com GTA V, etc, etc, etc.

Vejam bem, eu entendo que alguns erros acontecem: linhas de montagem dão problema, falhas em peças acontecem, crianças da Foxconn se cansam e que condições do ambiente em que o aparelho se encontra influenciam muito a causa de um defeito. Meu ponto é que problemas já conhecidos poderiam ser tratados com um pouco mais de seriedade pelas fabricantes e desenvolvedoras, evitando as mesmas discussões, dores de cabeça e posts os relatando.

Isso tudo só mostra o quão sensato é esperarmos um pouco para seguir para a nova geração de videogames. O Xbox One está ai no gargalo para ser lançado (dia 22) e podemos esperar problemas também. Fato é que se nós aqui no Brasil já íamos esperar o preço dos consoles baixar, agora temos uma nova desculpa pra segurar a onda e continuar aproveitando nossos videogames atuais extremamente ultrapassados e ruins.

Leia mais sobre: , , , .

relacionados


Comentários