Meio Bit » Áudio e vídeo » Canais do YouTube são afetados com novas regras de copyright

Canais do YouTube são afetados com novas regras de copyright

Novo algoritmo do YouTube está notificando inúmeros usuários por infração de copyright em vídeos de games, covers de músicas e outros

8 anos atrás

youtube

Que o Google e a indústria de copyright andam de mãos dadas há muito tempo, isso não é novidade. No ano passado ela já havia prometido que sites que promovessem pirataria iriam sumir das buscas. Em 2013 já vimos uma iniciativa da Nintendo em reverter a monetização de vídeos de canais que lucram com seus games, algo que a empresa voltou atrás após um sem número de reclamações. Depois a empresa mirou em bandas cover, seguindo processo da NMPA contra canal que hospeda diversos vídeos de usuários e não estaria repassando os royalties para as gravadoras.

Porém ontem Mountain View apelou. Em sua nova mudança ela alterou o algoritmo de denúncia do YouTube, que identifica e marca qualquer vídeo que exiba material com copyright: seja uma música (original ou cover), um vídeo em tela cheia ou em backgroud, uma exibição de um game… literalmente qualquer coisa. O que está deixando todo mundo fulo é que essa iniciativa a princípio não partiu de desenvolvedoras de games, já que os primeiros afetados foram em sua maioria canais de vloggers que fazem vídeos com jogos de Wlakthroughs ou no formato Let's Play mas do próprio Google, para entrar em conformidade com o DMCA. Isso explica porque muita gente está sendo marcada com notificações de empresas menores, que estão aproveitando a confusão. E mais, caso a quantidade de denúncias se acumule o canal é sumariamente aniquilado, que foi o caso do...

Sabe o 366 Músicas? JAERA

Pois é. O canal do Nick, onde ele exibiu o projeto 366 Músicas que inspirou um sem número de espectadores foi executado sem dó.

OS vloggers de games, que no momento são os que estão mais reclamando alegam que a mudança do algoritmo ignora inclusive o fato do uploader ser membro de redes grandes, como o Machinima. Até mesmo vídeos que foram pagos pelas próprias desenvolvedoras estão sendo sinalizados com infração de copyright.

BlackNerd-tweet

Por outro lado, ao menos uma empresa de games voltou a bater com força nos uploaders e se você pensou Nintendo, ganhou um Wii U imaginário:

nintendo-copyright

A reclamação está intensa, e com uma certa razão. Muitas das notificações estão vindo de empresas que suportam vídeos de Let's Play como Capcom e EA, o que pode indicar que essas notificações representem contatos antigos delas com o YouTube, que agora está liberando tudo de forma automática. Outras notificações vem de empresas menores, patent trolls mesmo, que alegam direitos sobre partes exibidas num conteúdo de game, como o caso de um usuário que foi notificado por um vídeo de GTA V reproduzir uma música executada no rádio.

Segundo Zach Drapala do Machinima, o que pode estar acontecendo é uma combinação de interesses do Google em remover filmes, músicas e walkthroughs completos e as produtoras pequenas, que estão se aproveitando das brechas e distribuindo notificações, já que o novo algoritmo permite isso. Capcom e Deep Silver já comentaram que a iniciativa não partiu delas. Já a Nintendo não soltou um pio. Procurado para comentar o assunto, o Google não se manifestou.

relacionados


Comentários