Meio Bit » Games » Cultura Gamer » Segundo a Capcom, fanbase de Resident Evil cresceu (e envelheceu) junto com a franquia

Segundo a Capcom, fanbase de Resident Evil cresceu (e envelheceu) junto com a franquia

Avaliação revela que base instalada de fãs de Resident Evil continua envelhecendo; empresa procura métodos para tornar franquia atraente para os jovens

7 anos atrás

resident-evil-revelations

Há muito tempo atrás, quando videogames eram movidos a Memory Cards de quinze blocos e cartuchos de expansão de memória, um novo game lançado para PlayStation revolucionou a indústria ao criar um gênero chamado então de Survival Horror: tratava-se de Bio Hazard, o nosso querido Resident Evil.

Isso foi em 1996. De lá para cá foram-se dezessete anos, inúmeras sequências, spin-offs e releituras de jogos clássicos. Entretanto, segundo a Capcom uma coisa não mudou e se mostra mais resistente do que a jogabilidade "tanque", que só deu adeus em Resident Evil 4: os fãs.

Segundo resultados de uma avaliação conduzida de modo a apresentar dados relevante a seus investidores, a franquia Resident Evil possui uma base instalada de fãs fiéis, entretanto ela estaria falhando em atrair novos jogadores, já que a faixa etária de seus consumidores gira entre 30 e 40 anos. Numa rápida continha fica fácil perceber que os fãs simplesmente são os mesmos desde os primórdios da série, que acabaram envelhecendo junto com ela.

Embora a pesquisa demonstre a fidelidade dos fãs por Resident Evil, mercadologicamente esses dados são preocupantes. A Capcom teme que com o envelhecimento dos fãs, em breve eles abandonem os jogos como muita gente faz após uma certa idade. Além disso, o fato de que poucos jogadores jovens se interessem pela franquia poderia significar a médio prazo a ruína da série pois ninguém mais compraria seus jogos, preferindo outros de temática zumbi.

A Capcom estuda formas de atingir os jovens. Uma delas é aumentar a divulgação de seus games em revistas de jovens no Japão, além das atrações temáticas como a apresentada durante o Haloween na Universal Studios (que foi um sucesso em Orlando). Mas se cabe um comentário, o melhor a fazer do ponto de vista financeiro seria repensar a série de games como um todo, nem que isso significasse apelar para a solução que todo fã odeia: reboot.

Eu quero muito que a série prossiga firme e forte, pois ela faz parte da história dos games e sempre teve títulos muito legais. Portanto é bom a Capcom descobrir logo a fórmula para atrair a garotada ou poderemos não ver mais jogos da franquia daqui a outros dezessete anos.

Fonte: Siliconera.

relacionados


Comentários