Meio Bit » Internet » Paper: novo agregador de conteúdo é aposta de Zuck contra o Flipboard

Paper: novo agregador de conteúdo é aposta de Zuck contra o Flipboard

Olha o jornal! Paper, agregador de conteúdo do Facebook que pode ser lançado ainda em janeiro é aposta de Zuck para combater o Flipboard

6 anos e meio atrás

paperboy

Por um bom tempo o Flipboard era para o aplicativo que praticamente justificava a aquisição de um iPad. Ele foi o primeiro agregador de conteúdo a juntar feeds de sites, blogs, redes sociais e etc. e organizar tudo num layout de revista eletrônica que não perece ter sido criado pelos programadores, mas por quem realmente consome mídia impressa. DE lá para cá vários canais tentaram pegar carona em seu sucesso, o Google tentou com o Currents aproveitar que ele não estava até então disponível no Android. Finda a exclusividade, a aplicação de Mountain View praticamente foi esquecida.

Só que o Flipboard pode nas próximas semanas enfrentar um concorrente de peso, e seu nome é Mark Zuckerberg. A equipe do Facebook tenta há anos tornar o Feed de Notícias da rede social algo minimamente parecido com um jornal ou revista, o Flipboard mostrou onde eles estavam errando e agora tudo indica que vem aí uma aplicação dedicada, que se chamaria "Paper". É, jornal.

De acordo com uma fonte interna o Paper seria praticamente um Ctrl+C Ctrl+V do concorrente, tanto em aparência quanto em funcionalidades. Ele agregaria updates de sites como New York Times, Washington Post e atualizações das redes sociais num layout próximo a de um jornal impresso. Entretanto a fonte não soube precisar entre uma aplicação standalone ou um webapp, mas a equipe responsável seria a mesma do Feed de Notícias atual, além do fato de que o próprio Zuck pode estar diretamente envolvido. Internamente ele seria conhecido como "Project Reader" e seria o resultado de anos de esforços em tentar tornar a interface do feed mais amigável.

Ainda não se sabe a data de lançamento, mas há indícios de que ele seja lançado no fim de janeiro. Se isso se concretizar a grande missão do Facebook será convencer os usuários a migrarem, principalmente os que estão satisfeitos com o Flipboard que fornece até revistas personalizadas para degustação, seja mobile ou na web. E além disso resta a dúvida até que ponto os feeds serão customizáveis, principalmente considerando a rusga de Zuck com o Twitter.

Fonte: re/code.

relacionados


Comentários