Meio Bit » Internet » Facebook agora dá mais opções de gênero além de apenas Feminino ou Masculino

Facebook agora dá mais opções de gênero além de apenas Feminino ou Masculino

Facebook muda sistema e inclui muitas outras opções de gênero que não apenas masculino e feminino. Isso demonstra um grande respeito da rede social pelas pessoas que sofrem com discriminação por não estarem no chamado padrão heteronormativo.

8 anos atrás

1040259_10151766465225229_1322392396_o

Se tem uma coisa que está clara (ou deveria estar) nos dias de hoje é que o conceito de gêneros nos humanos (e em alguns outros animais também) vai muito além do binário Masculino ou Feminino.

Em uma das redes sociais mais populares do mundo, isso também funcionava assim. Sim, uso aqui este pretérito imperfeito com bastante otimismo, já que o Facebook acabou de publicar uma atualização - por enquanto, apenas para quem usa a ferramenta em inglês - que permite que a pessoa escolha o que melhor defina seu gênero.

Além dos básicos masculino e feminino, estão disponíveis agora até 10 gêneros diferentes, com classificações intermediárias como cisgênero (alguns de vocês são, e nem sabe que são), transsexual, intersexual (indivíduos com variação de cromossomos, gônadas e/ou órgãos genitais que dificultam uma definição de apenas um gênero) dentre até 50 opções diferentes.

E os caras foram além disso. Além de poder escolher isso, o usuário ainda pode definir como deve ser chamado quando se referem a ele, por exemplo em mensagens de felicitações. Em vez dos costumeiros he/him e she/her, pode-se configurar a conta agora para algo mais neutro, como they/their.

Em português eu confesso que ainda não sei como isso vai ser feito, se vai ter algo como "Parabenize Fulano pelo aniversário", sem o artigo, ou quais opções estarão na lista, mas o bacana da coisa é justamente ter uma lista para que cada um escolha como quer ser tratado.

Antes, ao clicar em Editar Informações básicas, era isso que aparecia:

genero01

Agora, o menu é diferente. Veja:

genero02

"Nós também adicionamos a capacidade das pessoas de controlar o público com quem eles querem compartilhar seu gênero personalizado. Reconhecemos que algumas pessoas enfrentam desafios ao compartilhar sua verdadeira identidade de gênero com os outros, e esta definição dá às pessoas a capacidade de se expressar de forma autêntica com quem eles quiserem" - diz o pronunciamento da empresa.

Alguns de nós que somos héteros sequer nos damos conta de que tais mudanças são necessárias, já que a vida pra gente é super tranquila. Ninguém enche nosso saco por vivemos assim. Estamos dentro do padrão heteronormativo, muito bem aceito em nossa sociedade.

Agora, tente se colocar por alguns segundos no lugar destas pessoas. O conflito psicológico, o terror que é viver uma vida que te faz mal só porque não te aceitam como você é.

facebook-gender1

E mais, perceber que o que ela faz com a vida dela, como ela se vê, o gênero ao qual ela pertence, não vai mudar a vida de ninguém a não ser dela mesma.

Aliás, medidas como essa que o Facebook tomou podem ajudar de fato a fazer destas pessoas, seres humanos mais felizes, sem impactar negativamente a vida de ninguém.

Eu que sou meio avesso à várias atitudes do Facebook, preciso dar o braço a torcer e parabenizar a todos os envolvidos.

Mandaram muito bem. Que o mundo siga este exemplo.

Fonte: ABC News.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários