Meio Bit » Hardware » Google vai lançar SDK do Android para wearables em duas semanas

Google vai lançar SDK do Android para wearables em duas semanas

KIt de desenvolvimento do Android para uso específico do sistema em wearables tais como smartwatches será disponibilizado nos próximos dias pelo Google

6 anos atrás

google-watch-concept

E a corrida pelos dispositivos vestíveis inteligentes continua. Depois de Sony, Qualcomm, Samsung e outros apresentarem seus reloginhos espertos e o próprio Google ter seu Glass (cuja API foi liberada há pouco tempo), a gigante de Mountain View pretende entrar de vez na área de wearables. O líder do Android e Google Chrome Sundar Pichai comentou ontem durante a conferência SWSX quais serão os rumos da companhia para posicioná-la como um player importante nesse mercado crescente.

Apesar do Google estar segundo rumores desenvolvendo um relógio esperto - na verdade dois, com LG e Motorola, e isso foi algo que Pichai não comentou -, o SDK que será liberado daqui a duas semanas permitirá que os fabricantes possam utilizar uma versão do Android especializada não só para smartwatches como também pulseiras, óculos inteligentes e outros tipos de produtos. Pichai traçou um paralelo com o robozinho, dizendo que esses produtos não são vistos pelo Google como computadores miniaturizados, mas sensores especializados que enviariam dados para o smartphone. A missão aqui é padronizar essa comunicação, permitindo que qualquer fabricante de Androids possa ter acesso a uma solução otimizada para lançar produtos que interagem com seus dispositivos. Pichai até mesmo jogou no ar a possibilidade de um dia uma "jaqueta inteligente" ser um produto real.

Se for algo assim eu quero.

Não há nenhuma previsão de quando os primeiros wearables do Google vão aparecer, até porque oficialmente eles só possuem o Glass. Já sobre a aquisição do Nest, Pichai disse que estão desenvolvendo uma camada de software para fazê-lo se comunicar com seus outros produtos, algo que deve deixar os macfags como Phil Schiller ainda mais irados.

Fonte: WSJ via TC.

relacionados


Comentários