Meio Bit » Ciência » Tesla Motors é proibida de vender carros diretamente em New Jersey

Tesla Motors é proibida de vender carros diretamente em New Jersey

New Jersey torna-se o 3º estado norte-americano a proibir vendas diretas da Tesla Motors aos consumidores; empresa terá que depender das concessionárias

7 anos e meio atrás

sad-musk

Não tem sido fácil para Tony Stark Elon Musk lidar com a resistência dos norte-americanos sobre seus carros elétricos. Quando a imprensa não cai matando em cima da Tesla Motors e tanta transformar seus bólidos em armadilhas tão perigosas quanto, bem, carros movidos à combustão, por outro seu modelo de negócios tem incomodado os defensores do livre comércio sob acusação de concorrência desleal.

O caso é que a Tesla não possui atravessadores: você não vai encontrar um Roadster na concessionária da esquina, se quiser um é só se dirigir à Tesla, pagar e levar pra casa. Sem vendedores chatos, sem a a burocracia típica. Pagou, levou, acabou. Só que no Arizona e no Texas a empresa é proibida por determinações locais a utilizar esse modelo. Se quiser comercializar seus veículos nesses estados ela é obrigada a depender das concessionárias.

Agora o estado de New Jersey também puxou o tapete de Musk. O governador Chris Christie (quem foi seu padrinho, Stan Lee?), em defesa do livre comércio e competição justa tem feito lobby contra a Tesla, e ontem a Motor Vehicle Comission, uma junta comercial automotiva apoiada pelo governador decidiu pelo banimento das vendas diretas dos veículos da Tesla. A partir de agora, se quiser atuar em Jersey Musk terá que depender das concessionárias. O vendedor de carros está feliz da vida, pois ao ser inserido como atravessador lhe garantiu uma fatia gorda de comissão, o que pode um última análise elevar o preço dos carros que já não são baratos.

A Tesla Motors não gostou nada da atitude do governador e da Comissão, ainda mais pelo governo sistematicamente atrasar novas licenças de vendas, o que prejudicou o fortalecimento da marca no estado. A bem da verdade ninguém gosta de um fabricante vendendo diretamente aos consumidores, se a GM tentasse algo similar aqui resposta seria basicamente a mesma, em prol de defender os interesses dos comerciantes que se sentiram prejudicados. O problema é que a Tesla pode enfrentar novos revezes do tipo em outros estados, o que poderia forçá-la a abandonar de vez a negociação direta, favorecendo o vendedor de carros e prejudicando o elo mais fraco da corrente, obviamente o consumidor.

Fonte: re/code.

Leia mais sobre: , , , , .

relacionados


Comentários