Meio Bit » Hardware » BUILD 2014: dispositivos de até 9" não pagarão licença do Windows

BUILD 2014: dispositivos de até 9" não pagarão licença do Windows

Agora vai! Microsoft corta o valor da licença do Windows para dispositivos de até 9 polegadas, numa tentativa de tornar seu sistema mobile mais popular

6 anos atrás

windows-license-free

A Microsoft finalmente confirmou os rumores: embora tenha dado a entender que o foco inicial seria promover dispositivos baratos em mercados emergentes, ontem a empresa revelou que o plano é ainda mais ambicioso. Em prol de tornar o Windows Phone uma plataforma extremamente popular ela exterminou a taxa de licenciamento em todos os dispositivos de até 9 polegadas, sejam smartphones ou tablets.

O VP da divisão de sistemas operacionais Terry Myerson apresentou a novidade, que beneficiará e muito a possibilidade de mais produtos com o sistema mobile da Microsoft. Ainda que tenha crescido exponencialmente nos últimos três anos graças a parceria e posterior aquisição da Nokia, o Windows Phone ainda detém o terceiro lugar do market share global com uma participação infíma, ainda que seja maior do que a da BlackBerry. Tempos atrás ela já deu indícios de que negociaria não só com fabricantes menores mas também com grandes players, quando se aproximou da HTC e ofereceu um acordo para instalar o WP8 em seus dispositivos.

Ao se aproximar de uma fabricante de aparelhos excelentes mas que estava vendo sua participação no mercado se esvair cada vez mais, a Microsoft estaria abrindo a possibilidade de fazer o mesmo com outras empresas com a intenção de permitir que mais e mais aparelhos sejam lançados com o Windows Phone. Sem uma licença o WP8 será o principal beneficiado, ainda que tablets com Windows 8 full como as alinhas da Acer também possam se tornar mais atraentes, se o acordo for revertido em uma redução de preço.

O cenário pode ser muito benéfico tanto para outros fabricantes que não sejam a Samsung (com 95% de market share no mundo Android) ou LG (3%), e a Microsoft pode lucrar mais com seus programas embarcados, o que poderia permitir que ela oferecesse ainda mais vantagens. Imagine um HTC One M8, que é um hardware excelente rodando WP8.1 e vindo com um ano de Office 365 de graça, que dá direito também a ligações via Skype e espaço extra no OneDrive. Seria muito tentador.

Entretanto a Microsoft vai precisar convencer os fabricantes que trabalhar com o Windows Phone seria um negócio bom para todos. A Samsung tem interesse zero no sistema, ainda mais porque anda brincando com o Tizen. A LG também parece não estar muito interessada. Há a HTC, a Lenovo (que em breve entrará nesse mercado) e talvez a Sony, o que seria muito bom pois seus smartphones já são muito bonitos, na minha opinião ficariam ainda mais atraentes rodando software da Microsoft.

Fonte: ET.

relacionados


Comentários