Meio Bit » Hardware » Divisão móvel da Nokia pode ser renomeada para Microsoft Mobile

Divisão móvel da Nokia pode ser renomeada para Microsoft Mobile

E-mail da Nokia destinado a fornecedores revela que divisão mobile poderá mudar de nome para Microsoft Mobile ao fim do processo de aquisição.

6 anos atrás

nadella-elop-microsoft-nokia-deal

Após sofrer vários atrasos, o acordo de aquisição da divisão Nokia de dispositivos mobile será concluído no próximo dia 25, em anúncio realizado hoje. Entretanto um e-mail interno, que muito provavelmente partiu da empresa finlandesa endereçado a seus fornecedores detalha algumas particularidades da negociação, principalmente mudanças bem profundas. A principal informação é que a divisão deixará se chamar Nokia para fins legais, passando a atender por Microsoft Mobile.

Na prática isso significa que seus parceiros, fornecedores e empresas que realizam negócios legais com a Nokia terão que em breve se acostumar a tratar a mesma divisão como Microsoft Mobile. Isso não quer dizer que o nome Nokia será abandonado por completo (a Microsoft adquiriu o direito de usar o nome em sua linha de smartphones, bem como as marcas Lumia e Asha), e embora isso seja possível é uma possibilidade improvável. O nome Nokia ainda é uma marca forte entre os consumidores, que o atrelam a produtos de durabilidade e resistência acima da média.

Claro, é preciso lembrar que a Microsoft não comprou a Nokia inteira, apenas a divisão que lhe interessava. A empresa continuará fornecendo o HERE Maps, bem como prosseguirá no mercado de hardware de rede: o e-mail diz que os negócios com a Microsoft através da NSN prosseguem normalmente. A mudança de nomes é um movimento legal para evitar complicações, já o uso da marca Nokia é um assunto totalmente diferente. O e-mail menciona as terminações “Oyj” e “Oy” respectivamente nas razões sociais Nokia Corporation Oyj e Microsoft Mobile Oy, que são utilizadas para determinar o tipo de empresa igual os nossos S/A, Ltda., ME. e etc.

Eu não creio que a Microsoft planeje a curto prazo vender um Lumia não sei das quantas com seu próprio nome em vez do da Nokia, que já está intrinsecamente ligada ao Windows Phone e ajudou a promover o sistema. Claro, é uma possibilidade que não deve ser descartada mas esse movimento não seria benéfico à Microsoft num primeiro momento.

Fonte: DT.

relacionados


Comentários