Meio Bit » Indústria » Sony, sobre a 8ª geração: “não foi nossa intenção deixar o Xbox One encalhando nas lojas”

Sony, sobre a 8ª geração: “não foi nossa intenção deixar o Xbox One encalhando nas lojas”

Shuhei Yoshida, presidente da Sony Worldwide Studios, acredita que a competição do PlayStation 4 com o Xbox One é saudável para o mercado: um console melhoraria o outro. Enquanto isso, a diretora financeira da Microsoft Amy Hood deixa escapar, em conferência com os acionistas, que a empresa vai diminuir ou mesmo parar a fabricação do Xbox One para diminuir o encalhe do console nas lojas.

6 anos atrás

Laguna_Ken_Kutaragi_Shuhei_Yoshida

Ken Kutaragi e Shuhei Yoshida (Crédito: Shuhei Yoshida)

Em entrevista ao GameSpot, Shuhei Yoshida, atual presidente do SCE Worldwide Studios e um dos principais nomes da Sony, considera que competições como a que vemos entre o PlayStation 4 e o Xbox One são uma coisa boa para o mercado pois força as empresas a desenvolverem jogos e franquias melhores.

Yoshida deu como exemplo o anúncio do aplicativo do YouTube para o Xbox One, que permite o upload de vídeos feitos no console e que até o momento ainda está indisponível para o PlayStation 4: naquele anúncio para o console concorrente, o perfil do executivo da Sony no Twitter recebeu centenas de mensagens perguntando sobre quando o app do YouTube chegará ao PS4.

Segundo Yoshida, esse tipo de situação cria uma espécie de pressão positiva entre grandes empresas como Microsoft e Sony pois, quando as duas gigantes competem de uma forma construtiva e saudável, isso ajuda a tornar melhores suas respectivas plataformas a longo prazo.

Eu não desejo que a Microsoft ou Nintendo tenham fracasso. Só que, ao mesmo tempo, eu não quero que elas sejam totalmente bem-sucedidas. [risos]
♮  
Acho que nós podemos ajudar uns aos outros por uma concorrência mais saudável.” — Shuhei Yoshida, SCE Worldwide Studios.

Deve ser fácil falar isso quando se está por cima: mês passado outro executivo da Sony “elogiou” o Nintendo 3DS de forma bem sarcástica, dizendo que o console da Nintendo é um produto fortíssimo entre as crianças e o PlayStation Vita seria voltado para um público alvo mais qualificado, normalmente dono de um PS4.

E por falar em PlayStation 4, o principal competidor do console da Sony está indo muito bem, exceto nas vendas: segundo o Gamasutra, a Microsoft evitou tocar nos detalhes acerca do Xbox One durante a conferência com investidores. Só que algumas das declarações da diretora financeira Amy Hood implicam que há mais oferta do que demanda pelo console de 8ª geração da BigM de Redmond.

No quarto trimestre fiscal vamos trabalhar com o inventário já existente [de Xbox One].” — Amy Hood, CFO da MSFT.

Podemos traduzir isso como: de 1º de abril a 30 de junho de 2014, a fabricação de consoles Xbox One vai diminuir ou mesmo parar até as 800 mil unidades do encalhe serem totalmente vendidas. É irônico pensar que a Sony precisa que o PS4 seja um tremendo sucesso enquanto a Microsoft poderia se dar ao luxo de manter quase US$ 400 milhões em encalhe de XBO nas lojas, dinheiro esse que poderia ajudar a japonesa. Aliás, o tio Laguna acha surreal a Nintendo valer mais que a Sony toda.

Independentemente da situação financeira da Sony como um todo, é um tanto prejudicial para o mercado que o PlayStation 4 abra tanta vantagem sobre seu maior concorrente: a oitava geração de consoles estaria prestes a repetir os números da sexta?

Laguna_8th_gen-console-wars_grafico

2013 terminou com o PS4 tendo uma vantagem sobre o XBO de 1 milhão de unidades vendidas. Em março, a vantagem aumentou para 2,8 milhões. Se essa tendência continuar, PS4 versus XBO seria uma competição saudável, ô dona Sony?

O tio Laguna torce muito pela Microsoft: que esta reaja com descontos agressivos e revelações bombásticas para o Xbox One na E3 2014, mas até lá infelizmente vamos ver a Sony tendendo a dominar mais uma geração como na do PlayStation 2. E isso não seria nada bom para o mercado, na minha opinião.

relacionados


Comentários