Meio Bit » Hardware » AMD anuncia projeto SkyBridge, combinando arquitetura x86 e ARM

AMD anuncia projeto SkyBridge, combinando arquitetura x86 e ARM

Projeto SkyBridge da AMD prevê tornar APUs x86 e SoC ARM compatíveis, permitindo o fabricante escolher um ou outro núcleo sem alterar seus dispositivos!

6 anos atrás

amd-skybridge-001

A AMD andava meio quietinha ultimamente, entretanto quando a Intel resolveu se mexer e entrar no mercado de dispositivos móveis, ela resolveu que não deixaria a oportunidade passar. Entretanto, ela decidiu por um caminho totalmente diferente de sua concorrente: ao invés de abraçar por completo a arquitetura x86 ela apresentou o projeto SkyBridge, que integra a atual arquitetura de chips para desktops com SoCs ARM, no que ela chama de "computação ambidestra".

Para a AMD, investir em APUs tradicionais não seria o suficiente para ganhar tração frente à Intel com seu Bay Trail, assim como cair de cabeça no ARM não lhe tornaria uma opção imediatamente mais atraente do que a Qualcomm, que domina o mercado. Portanto ela resolveu "sair pela tangente" com um plano lateral, mesclando ambas as tecnologias: o SkyBridge consiste em fornecer chips cujas arquiteturas x86 em APUs com processo de litogravura de 20 nanômetros e dos SoCs ARM sejam compatíveis entre si, com a mesma pinagem.

amd-skybridge-002

Pode parecer pouco, mas vendo pelo lado de projetos isso pode facilitar a muito o desenvolvimento de smartphones e tablets com SOs diferentes, bastando apenas trocar o núcleo: os processadores Haswell e Bay Trail atualmente são os mais utilizados por tablets Windows, mas um dispositivo com SkyBridge poderia ter o mesmo design de projeto tanto para rodar Android com o SoC ARM Cortex A57 quanto com a APU x86/x64 Puma+. GPU, memória e suporte à HSA, tudo será idêntico.

Evidente que o Android suporta chips x86, tanto que a Asus prometeu um modelo barato de tablet com Bay Trail para breve. Ainda assim esta seria uma alternativa simples para oferecer flexibilidade aos fabricantes, em poderem trabalhar tanto com Windows 8 Full quanto Android em seus tablets sem ter que mudar nada em seus planos por conta de compatibilidade. Por outro lado a AMD será muito beneficiada, já que atualmente ela possui zero presença em mobile. O plano entrará em vigor em 2015.

Fonte: PCW.

relacionados


Comentários