Meio Bit » Ciência » Para desespero dos conspiradores os EUA vão desativar o HAARP

Para desespero dos conspiradores os EUA vão desativar o HAARP

Um dia triste pros teóricos da conspiração. O HAARP, aquele laboratório de pesquisas ionosféricas no Alaska, culpado por 10 entre 10 desastres naturais (segundo os doidos) vai fechar. O lado bom é que se eles estiverem certos, não teremos mais terremotos, vulcões, tempestades e quedas de avião.

6 anos atrás

thanksobama

Nos Anos 90 a Força Aérea estava interessada na ionosfera, uma região que fica entre 85 km e 600 km de altitude, e que afeta todas as nossas comunicações eletromagnéticas. Marconi descobriu que ondas de rádio ricocheteavam na ionosfera, por isso conseguimos hoje ouvir rádios de lugares distantes, via ondas curtas.

O problema é que a ionosfera é imprevisível. Num dia você estava falando com alguém do Acre no seu rádio PX, no outro só ouvia estática, como se o Acre não existisse. Os militares queriam entender mais como funciona essa camada, como ela pode ser medida e, com sorte, manipulada, afinal poder bloquear os sinais de rádio do inimigo é algo bem útil.

O HAARP foi fundado para isso. Sigla para High Frequency Active Auroral Research Program, é um laboratório secreto que fica em Gakona, AK 99586, Estados Unidos. Por secreto eu quero dizer usado por umas 10 Universidades, inclusive o MIT, e com direito a dias de visitação pública.

A parte “visível” do HAARP é o parque de antenas, que pros neandertais que se assustam com o fogo, parecem sinistras e misteriosas.

visitors-at-haarp-site

Visitantes fotografando o parque de antenas do HAARP. ISSO A GLOBO NÃO MOSTRA!

O conjunto tem uma série de transmissores e radares usados para monitorar a ionosfera e, em alguns experimentos, excitá-la (ui!) para determinar como transmitir e receber de forma mais confiável, como as tempestades solares afetam a ionosfera, efeitos de variações na magnetosfera, como surgem as auroras polares e como elas afetam sinais de rádio…

A quantidade de pesquisas publicadas é enorme, mas se há algo que o HAARP não faz, é controlar o clima. Dentre outros motivos, ela usa faixas de frequência transparentes para a troposfera e estratosfera. que é onde os fenômenos climáticos ocorrem. Se os sinais fossem absorvidos pela atmosfera, não chegariam na ionosfera, muito mais alto, e o HAARP seria inútil.

O HAARP é uma instalação como várias outras no mundo. Muitas das pesquisas feitas por eles são replicadas no Radiotelescópio de Arecibo, mas como a Jodie Foster é do bem, ninguém pensa maldades do telescópio de Contato. Nem da instalação de pesquisa norueguesa, ou da russa.

Os conspiradores acham que o HAARP é responsável por tudo, de queda de aviões a terremotos, aqueles fenômenos que não existiam antes de 1993. O mais legal é que escondem tão bem o HAARP, que os terremotos que ele cria são exatamente nos locais onde há falhas tectônicas, e ocorrem com a mesma frequência que os “naturais”. Claro.

Um pesquisador disse que o HAARP altera sim a ionosfera, é um dos objetivos, mas é o equivalente a alterar o Oceano Pacífico jogando uma pedra nele. E não explicam como um conjunto de antenas apontado pra cima lá no Alaska derruba um avião na Malásia.

Agora o HAARP vai fechar. Em tempos de vacas magras, a Força Aérea já gastou US$ 300 milhões e não quer bancar a conta de US$ 5 milhões por ano pra manter o HAARP rodando. É uma pena, muita ciência boa saiu de lá, nenhum uso militar malvado foi criado, e os teóricos da conspiração tinham uma bicho-papão enorme para culpar por todos os problemas do Universo.

As instalações serão fechadas depois de junho, mas não tenho esperança de que os conspiradores vão sossegar. No mínimo dirão que o HAARP continua, e o fechamento foi só fachada. Ou, mais provavelmente acharão outra baleia branca. Afinal, a Maçonaria, que tem placa na porta e site na internet pra essa gente é uma sociedade secreta.

Fonte: AN.

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários