Meio Bit » Games » Steam já recebeu mais jogos em 2014 do que no ano passado inteiro

Steam já recebeu mais jogos em 2014 do que no ano passado inteiro

Site descobre que apenas nas primeiras 20 semanas de 2014 o Steam recebeu mais lançamentos do que no ano passado inteiro e levanta a questão: será que isso é bom, tanto para os consumidores quanto para os desenvolvedores?

6 anos atrás

steam

Nós ainda nem nos aproximamos da metade do ano e um levantamento descobriu que apenas durante as primeiras 20 semanas de 2014 o Steam recebeu mais jogos do que no passado inteiro, mas mesmo que você seja um insaciável consumidor de games, será que isso é realmente uma coisa boa?

Para ter uma ideia da enxurrada de jogos que apareceram na loja da Valve recentemente, pegue por exemplo fevereiro, março e abril, onde mais de 100 título foram lançados em cada um dos meses (em abril foram quase 200) e se manter-se atualizado no meio de tantas novidades é uma tarefa quase impossível, imagine a dificuldade que as desenvolvedoras estão enfrentando para mostrar suas criações.

steam-2014

Como as grandes editoras não aumentaram de forma tão significativa a quantidade de jogos colocados no mercado, a explicação para tantos lançamentos claramente está no Early Access e no Steam Greenlight, onde os grandes agraciados são os estúdios independentes. Para piorar, se é que podemos chamar assim, a Valve pretende acabar com este último programa, tornando sua loja uma plataforma aberta e a tendência é que as novidades se tornem ainda mais frequentes.

Mas se por um lado é bom que as desenvolvedoras tenham essa facilidade de publicação, por outro fica muito mais complicado destacar-se na loja e uma demonstração disso está no tempo em que um novo jogo permanece na página principal do Steam. Antes eles podiam ficar por ali por alguns dias, mas atualmente os estúdios comemoram quando suas criações aparecerem ali por mais de 24 horas.

Respondendo a pergunta do primeiro parágrafo, eu diria que a situação é no mínimo digna de preocupação, pois o Steam corre um sério de risco de se tornar uma App Store ou Google Play, onde a maior parte do que aparece por lá não vale nossa atenção (muito menos nosso dinheiro) e por isso acho que, mais do que nunca teremos que tomar o maior cuidado possível antes de comprar algum jogo para não investirmos em verdadeiras porcarias, sem falar em todos os bons títulos que poderão passar despercebidos nesse provável mar de lixo.

Fonte: Gamasutra.

relacionados


Comentários