Meio Bit » Mobile » E se o seu smartphone pudesse projetar hologramas? Então...

E se o seu smartphone pudesse projetar hologramas? Então...

Tecnologia de hologramas 2D e 3D podem chegar à smartphones e tablets em um futuro próximo. Resultado das projeções são animadores.

6 anos atrás

star-wars-hologram-communicator670

Pois é, pois é, pois é, caros amigos do Meio Bit. Mais uma vez nos perguntamos se a arte imita a vida ou a vida imita a arte.

Isso porque um novo produto pode permitir que smartphones projetem hologramas! E em um futuro próximo. É o que promete a empresa Ostendo Technologies Inc., que fica na Califórnia, Estados Unidos.

A gente tem visto muito barulho em relação ao uso de hologramas em shows que trazem músicos já falecidos de volta para os palcos (vocês entenderam), o que é bem bacana.

Mas algo na pegada Guerra nas Estrelas, com projeções à partir da mão de alguém, com equipamentos do nosso dia-a-dia, ainda é só ficção.

O produto que a Ostendo diz ter criado é conjunto de chips do tamanho de um Tic-Tac, e com talvez pouco menos de meia caloria.

Ou seja, seria plenamente possível inserir estes chips em smartphones e tablets. E esse é justamente o objetivo dos fabricantes.

Segundo os autores, esse projetor é capaz de, bem... projetar hologramas em 2D e 3D, sem precisar usar um daqueles lindos óculos que todos amamos. Uma pena, sei que somos todos fãs da geringonça do acessório.

BN-DB186_chip06_GR_20140602215133

Não ficou muito claro como essa projeção será feita, já que no ar não dá pra ser. Ao menos não com a tecnologia que conhecemos. Temos esse video, que sugere um ambiente controlado.

De acordo com o WSJ, a Ostendo apresentou um protótipo funcional: um set de seis chips que trabalham juntos para criar uma imagem 3D projetada de um dado rodando no ar. A imagem e o movimento parecem ser consistentes, independentemente da perspectiva de quem está olhando.

O chamado Quantum Photonic Imager une um processador de imagem com uma placa que contém micro-diodos emissores de luz, ou LEDs, que trabalham em conjunto com um software que ajuda a unidade a processar corretamente as imagens.

Esse equipamento pode exibir imagens 3D de até 5 mil pixels por polegada. Convenhamos, isso é promissor! Parece que o produto final terá uma nitidez mais que aceitável.

MK-CM803_HOLOGR_G_20140602175917

A previsão é que se comece a vender versões 2D deste projetor de alta resolução já em 2016. Com uma capitalização de US$ 90 milhões, mais US$ 38 milhões de um incentivo de ninguém menos que a DARPA, parece que a empresa tem tudo em suas mãos para tornar esse sonho geek em realidade.

Se isso acontecer, ficamos esperando a criação de um modelo plenamente funcional (e com protocolos humanóides duvidosos) de um R2-D2 para usar o chip. Oremos.

Fonte: WSJ.

relacionados


Comentários