Meio Bit » Internet » Google Chrome ultrapassa Internet Explorer e se torna o navegador mais utilizado no mundo

Google Chrome ultrapassa Internet Explorer e se torna o navegador mais utilizado no mundo

A mais recente pesquisa da Adobe ADI revelou que o último bastião caiu e até mesmo nos Estados Unidos, último reduto do Internet Explorer, o Google Chrome atingiu a primeira posição.

7 anos atrás

IE-vs-Chrome-vs-Firefox-vs-Safari

Só quem já programou sabe o pesadelo que era fazer um site ser exibido nas versões mais antigas do Internet Explorer. Tudo funcionava em qualquer navegador, até ser testado no IE. Aí começava o pesadelo, se funcionava no IE, quebrava no restante.

O problema é que nessa época nem tão distante, já que apenas na versão 9 o IE parou de ser um empecilho tão presente, ele era o navegador mais utilizado mundo afora, então não havia escapatória, era pesquisar hacks e magia negra para fazer tudo rodar a contento.

Então o Google lançou seu Chrome e a coisa começou a mudar lentamente. O Firefox era o queridinho de dez entre dez nerds, mas não conseguia sair desse nicho e encontrar um público mais amplo.

Então o Google foi dominando a internet, oferecendo seu navegador para cada visitante de um de seus inescapáveis sites a quem chegava usando outro. O crescimento do mercado de smartphones e do uso do Android só ajudou, até que a barreira foi rompida.

O Google Chrome se tornou o navegador mais utilizado mundo afora, com exceção dos Estados Unidos, até agora.

A mais recente pesquisa da Adobe ADI revelou que o último bastião caiu e até mesmo nos Estados Unidos, último reduto do Internet Explorer, o Google Chrome atingiu a primeira posição.

Browser Share

Segundo a última pesquisa da Adobe ADI, o Google Chrome detem 31,8% do mercado de navegadores, desktop e móvel combinados, o que representa um crescimento de seis por cento no último ano.

O Internet Explorer domina 30,9%, uma queda de 6% no mesmo período. O Safari, da Apple, em função de sua forte presença no mercado norte-americano, é o terceiro colocado, com 25% do mercado.

O gráfico acima fala por si só, mostrando a queda brutal do IE, enquanto o Chrome cresce constantemente. O Safari mostra um golpe brutal entre 2013/14, não por coincidência, é o mesmo período da ascensão global do Android.

Cada vez mais o mercado mobile define o de navegadores, o que facilmente explica a queda do Firefox e mais ainda a do IE, cuja fatia de mercado é praticamente inexistente.

No mercado de desktops o IE ainda domina, com 43.3% do mercado, mas por quanto tempo? Usuários em geral cada vez mais adotam Android ou iOS (em muito menor escala, diga-se de passagem) como dispositivos principais de acesso à internet. O mercado corporativo ainda tem forte presença da Microsoft, mas, novamente, por quanto tempo?

Fonte: CMO

relacionados


Comentários