Meio Bit » Internet » Polêmica: o Facebook volta atrás e libera peitos, mas só em casos especiais

Polêmica: o Facebook volta atrás e libera peitos, mas só em casos especiais

Mamilos são polêmicos, todo mundo sabe, mas é preciso ser um tipo especial de Papa November Charlie pra implicar com fotos de amamentação. Sim, estou falando do Facebook, mas parece que em um momento de lucidez resolveram que mães não têm culpa se histéricos não querem que seus filhos descubram que somos mamíferos, e liberaram fotos de crianças mamando. Momento histórico, eu sei.

6 anos atrás

overdose

Nós gostamos de seios.

É um fato. Não é culpa do Hugh Hefner.

40 mil anos atrás um humano pré-histórico gastou tempo esculpindo a Vênus de Hohle Fels, iniciando uma ininterrupta série de imagens exaltando mulheres… bem fornidas.

É uma vantagem evolucionária, indica que ela tem reservas de gordura e isso significa que tem mais chances de sobreviver ao inverno E alimentar a prole.

Manequins de passarela não deixam tantos descendentes.

Outro efeito evolucionário é que após a chegada da prole, humanos passam por um período refratário a sexo. Provavelmente pelo custo energético da fêmea em amamentar já ser alto, emendar uma segunda gravidez pode ser complicado se você vive numa savana fugindo de dinossauros e tentando alcançar a Arca (eu visitei o Museu do Criacionismo). Estudos mostram que não só mulheres mas homens também sofrem uma queda do desejo sexual durante as fases iniciais pós-parto.

Eu sei, é normal o casal transar menos naquela fase infernal onde você mal consegue dormir, o filho chora reclama não consegue se comunicar e é totalmente dependente, mas mesmo depois dos primeiros 18 anos um outro fenômeno permanece, e é mais curioso ainda:

Seios perdem seu efeito sexual quando usados para amamentação. Mesmo quando você não tem nenhuma relação com a dona dos mesmos. É preciso um esforço consciente para “maldar” uma foto de amamentação. Mesmo em um momento especialmente canalha a gente chama de desvio de função e pronto.

Exceto o Facebook.

Em sua histérica cruzada contra nudez o Facebook emprega macacos retardados para treinar gerânios especiais mas muito amados para apagarem qualquer foto envolvendo seios, mamilos, bundas e congêneres. Independente de contexto. Mesmo quando os seios não existem mais, a idéia de uma mulher se expondo é demais para o pobre Mark e seus minions.

Daí absurdos como banirem fotos de sobreviventes de câncer no seio, ou o clássico caso do peitovelo.

Outro alvo preferido da Brigada Pela Decência do Facebook são… fotos de amamentação. Se houver mamilos envolvidos então, já era. Há até uma página dedicada a coletar casos de imagens removidas. A explicação de que crianças poderiam acessar essas imagens mostra que o Facebook 1) é filho único e não entende que na maioria das famílias crianças vêem seus irmãos mamando e 2) o Facebook acha MESMO que é o centro da internet e que não existe sacanagem em nenhum outro lugar.

Punir mães e famílias que querem compartilhar um momento de intimidade, um elo entre mãe e filho, os primeiros passos na jornada de uma nova vida é sacanagem. SIM, claro que há pervertidos que sexualizam imagens de amamentação. Há até quem tire a criança da foto com Photoshop, mas dá muito trabalho, dizem. As mães tem culpa disso?

Felizmente o Facebook se tocou do papel ridículo, e se não persegue ativamente quem posta fotos de soldados degolados, ao menos se comprometeu a parar de apagar fotos de mães amamentando, mesmo se — o horror! — um mamilo estiver exposto.

A blogueira Paala Secor, que é uma espécie de Nerd Pai mas com peitos muito mais bonitos resolveu testar a nova regra. Obviamente a foto foi apagada, mas logo depois a imagem voltou e o Facebook mandou um pedido de desculpas. Parece que os gerânios amestrados estão aprendendo a diferenciar seios em modo-sacanagem e seios em modo-função primária.

virgemaham

O mais assustador é que na Idade Média, que embora o revisionismo histórico politicamente correto não chame mais de Idade das Trevas continua sendo uma bela buesta de época, era tema comum em arte sacra imagens de madonas amamentando, como você pode ver na imagem acima, a Virgem e a Criança, pintura de 1535 de Joos van Cleve, retratando Jesus e Maria como dois ruivos clássicos representantes étnicos da Palestina.

Ou seja: só na metade de 2014 o Facebook atingiu o mesmo grau de iluminação de padres medievais e reconheceu que sexualizar imagens de amamentação não só não é normal como é basicamente heresia.

Fonte: RT.

relacionados


Comentários