Meio Bit » Hardware » Tab Book 11, o novo híbrido tablet/notebook Android da LG

Tab Book 11, o novo híbrido tablet/notebook Android da LG

LG apresenta o Tab Book 11, um híbrido tablet/notebook que roda Android equipado com processador Intel Core i5 dual-core de 1,6 GHz e SSD de 128 GB

6 anos atrás

lg-tab-book-11

Na LG Experience ocorrida em março em São Paulo, entre alguns dos produtros que a fabricante sul-coreana trouxe para o Brasil estava a segunda versão do seu SlidePad, um híbrido tablet/notebook que apresentou alguns problemas chatos quando chegou por aqui: seu teclado enroscava mais do que o mínimo aceitável, fazê-lo transitar entre os form factors era um sofrimento. O segundo modelo, apesar de ter ficado mais leve e fino ainda possui um hardware modesto, o que não é exatamente o que ocorre com o Tab Book 11, apresentado na Pior Coreia nesta semana.

Falando de form factors, a LG é uma das poucas que acredita piamente no formato híbrido e vem aprimorando-o gradativamente. Agora a fabricante entendeu que se ele vai ser utilizado tanto como notebook quanto tablet, é importante que ele tenha ao menos um hardware que não faça feio. Com isso em mente, o Tab Book 11 conta com processador Intel Core i5 4200U, um dual-core de 1,6 GHz (2,6 GHz com Turbo Boost), 4 GB de RAM e GPU Intel HD Graphics 4400, o que o torna uma opção deveras interessante. O display de 11,6 polegadas é um IPS Full HD e ele possui um SSD de 128 GB, algo não muito comum em tablets. Para completar o pacote, ele conta com duas portas USB 3.0, um HDMI, leitor de cartões Micro-SD, pesa apenas 1,05 kg e possui 16,7 mm de espessura.

Novamente, é um hardware que você normalmente veria em notebooks Window, mas a LG não deu muita bola para a nova versão do sistema das janelas e preferiu que o Tab Book 11 rode Android, no caso o 4.2.2 Jelly Bean. Embora seja plenamente possível executar o robozinho em hardware x86 - você mesmo pode fazê-lo -, muita gente ainda não consegue associar a ideia do Android em computadores tradicionais. Claro, não é o caso aqui já que se trata de um híbrido, que na minha opinião é um pouco grandinho demais se utilizado com tablet. Ainda assim, hoje em dia muita gente não liga mais tanto para o SO que o computador rode, desde que ele permita que o usuário acesse o que ele pretende utilizar. A grande maioria das pessoas só usa o PC para entrar na internet, ler e-mails, acessar redes sociais e em alguns casos, jogar ocasionalmente. O Android faz tudo isso e em hardwares mais modestos - e baratos.

Não há previsão de preço ou se a LG pretende lançá-lo fora da Pior Coreia, entretanto eu gostaria muito de ver esse hardware ser portado para uma solução como um AIO, de preferência com uma GPU de responsa e quem sabe até rodando Windows.

Fonte: LG (em coreano).

relacionados


Comentários