Meio Bit » Games » Share Play do PS4 será limitado a uma hora por sessão

Share Play do PS4 será limitado a uma hora por sessão

Sony confirma que Share Play do PS4 será limitado a 60 minutos por sessão, mas por enquanto não limitarão quantas vezes o recurso poderá ser utilizado

7 anos atrás

ps4-share-pay

Prometer funcionalidades como forma de atrair o público para seus consoles hoje em dia é uma prática normal, principalmente hoje que Microsoft e Sony tratam suas plataformas como estações multimídia. Além de jogos e conteúdo exclusivo, recursos e formas interessantes de uso de seus videogames podem e serão fatores decisivos na compra de um PS4 ou de um Xbox One. Mas e se o recurso alardeado lá atrás for capado ou duramente limitado?

A Sony está cometendo esses erros: ela prometeu usos e recursos inovadores para seu novo console, mas só agora, com mais de 10 milhões de unidades vendidas a realidade dura começa a aparecer. O PlayStation Now foi o primeiro caso: o serviço de streaming permitiria que donoso não só do PS4, mas do PS Vita e de TVs Bravia seriam capazes de transmitir os games, representando a liberdade não só da mídia física como de armazenamento digital e principalmente, limitações de hardware.

No início da fase beta os problemas apareceram, e nem falo das limitações de conexão que muitos lugares do mundo sofrem: os preços são proibitivos, em alguns casos o aluguel dos títulos por um determinado tempo chega a ter o mesmo preço de caso você opte por simplesmente comprar o jogo (quem alugaria Guacamelee! por 90 dias por US$ 14,99, sendo que ele custa o mesmo para ser adquirido?), quando não mais caro. Talvez seja interessante para quem vá jogar de um TV, mas mesmo assim não é uma boa desculpa; o controverso analista Michael Patcher chamou o PSNow de "uma piada", e nessa eu concordo com ele. Em sua defesa, a Sony declarou que ainda está avaliando qual a melhor forma de oferecer o serviço, e isso inclui melhores preços.

A bola da vez é o recurso Share Play. A Sony vendeu a possibilidade de você compartilhar seu jogo com seu amigo da PSN (ambos assinantes da Plus, é bom lembrar) com muito alarde; afinal não é preciso que ambos tenham o game, e os jogadores se revezam como quando costumávamos jogar em galera na sala, compartilhando o joystick. Só que agora vem a pegadinha: foi confirmado que o recurso será limitado a apenas 60 minutos por sessão.

Se te serve de consolo, por enquanto não há um impedimento de quantas vezes o jogador poderá utilizar o recurso, o que significa que a interrupção nas partidas será mais uma chateação do que uma limitação. Entretanto, fica aberta a possibilidade de posteriormente a Sony limitar o recurso a ser utilizado apenas uma vez ao dia, por exemplo. Dependendo de como os servidores se comportarem isso é bem plausível. O update 2.0 do PS4 é esperado para chegar durante o outono do hemisfério norte.

O mais incômodo nessa história é a estratégia da Sony adotada: ao oferecer funcionalidades e recursos como o Share Play e o PSNow como system sellers para só depois de contar com uma base instalada gigantesca introduzir as letrinhas miúdas, a meu ver é uma forma desleal de atrair o consumidor e forçar a venda de seu console.

Todo mundo acusou a Microsoft de vilipendiar o consumidor quando do anúncio das funcionalidades restritivas do Xbox One, mas a Sony está fazendo pior, punindo o jogador depois de comprar o PS4. E isso não é algo bonito de se ver.

Fonte: CVG.

relacionados


Comentários