Meio Bit » Demais assuntos » Einstein, uma carta e uma vida mudada para sempre

Einstein, uma carta e uma vida mudada para sempre

Era 1946 e Myfawny Williams resolveu, do alto dos seus 16 anos, escrever uma carta para Albert Einstein. A resposta de Einstein mudou a vida dela para sempre.

6 anos atrás

PSC0914_CL_058_WEB

Myfawny Williams estudou genética. Foto cedida por Julia Wood.

Era 1946 e Myfawny Williams resolveu, do alto dos seus 16 anos, escrever uma carta para Albert Einstein. Ela era então estudante de uma escola na África do Sul e só queria relatar seu sonho de se tornar uma cientista e pedir um autógrafo ao famoso físico, então professor na Universidade de Princeton. A resposta de Einstein mudou sua vida para sempre.

Na carta, ela descrevia seu ideal de futuro e como ela e seus melhores amigos ficavam acordados até tarde da noite para estudar as estrelas. Ela ficou muito surpresa quando recebeu a resposta muito encorajadora de Einstein. Ele claro, cometeu uma pequena gafe, achando que ela era um menino, mas hey, vamos relevar pelo bem da ciência. Myfawny escreveu de volta, apontando o equívoco e Einstein claro, escreveu novamente a ela, dizendo que não se importava de ela ser uma menina, mas sobretudo, ela não deveria se importar.

Não preciso lembrar aqui que na época, homens e mulheres não eram exatamente tratados como iguais, então obviamente nossa heroína ficou se debatendo por muito tempo por ser mulher e querer ser cientista enquanto todos ao redor provavelmente mandavam que arranja-se um marido e uma bela de uma barriga. A resposta de Einstein, fez com que ela passasse a pensar que se Einstein não se importava com o sexo que ela tinha, muito menos ela iria se importar.

Einstein's Letter to Van 1946-08-25 no image adjustment

A carta em que Einstein trata Myfawny por "Sir".

Grandes mentes são difíceis de serem encontradas no nosso dia-a-dia, mas muito mais difícil é encontrar grandes mentes em grandes homens. Infelizmente sobram exemplos de cientistas promissores que são arrogantes, imaturos e, vou dizer logo, péssimas pessoas. A atitude de Einstein já seria bonita nos dias de hoje, tida naquela época é nada menos que impressionante.

Myfawny acabou por ir para a Universidade em 1948 e se graduou em genética. Ela era a única mulher na sua turma e também a única a se graduar com honras, o que mostra que quando alguém quer fazer por onde e não fica de mimimi, os obstáculos caem como peças de dominó. Uma mulher admirável sem dúvida, que teve a vida mudada por um grande homem, com uma visão única do mundo.

A filha de Myfawny, Julia Wood, que contou essa impressionante história para a revista Popular Science de setembro, acabou seguindo os passos da mãe e se tornando Zoóloga. Bom, neste caso então foram duas vidas mudadas por causa de uma atitude digna de um grande homem. Nada mal para um cientista que mudou a física para sempre. E você, o que fez para mudar o mundo hoje?

Leia mais sobre: , , .

relacionados


Comentários