Meio Bit » Hardware » Microsoft Mobile vai matar marcas Nokia e Windows Phone

Microsoft Mobile vai matar marcas Nokia e Windows Phone

Segundo dados internos, próximos produtos mobile não mais contarão com as marcas Nokia e Windows Phone, restando somente os nomes Lumia, Microsoft e Windows

6 anos atrás

lumia-830

Fato: a Microsoft está contando os dias para remover qualquer referência à marca Nokia de seus produtos mobile. Isso nem é novidade, o próprio VP de Dispositivos e Serviços Stephen Elop já declarou abertamente que a empresa não manterá o uso dela por muito tempo mais. Embora ela seja forte e faça alusão a seus excelentes produtos do passado, Redmond quer fortalecer o nome Windows nas mais diversas plataformas. E isso se reflete no fato de que a marca Windows Phone também está em vias de dançar.

Documentos internos apontando para o fim da marca Nokia já haviam vazado anteriormente, e o movimento vem sendo posto vagarosamente em prática: site da Nokia já começam a redirecionar o usuário para seus equivalentes da Microsoft, enquanto Redmond se esforça para mencionar cada vez menos o nome da empresa finlandesa nos lançamentos de seus dispositivos. A ideia é fortalecer o nome Microsoft e Windows, e quando eu digo isso isso exclui inclusive a marca Windows Phone, que de acordo com novas informações também não irá durar.

lumia-product-naming

De acordo com slides internos vazados, a estratégia agora é destacar a marca Lumia e remover quaisquer referências à Nokia nas campanhas de fim de ano. Não obstante, Redmond não quer mais manter o uso de denominações específicas para seus produtos, e daqui para frente os dispositivos mobile da companhia serão referenciados como gadgets Windows. Em verdade nós já testemunhamos isso acontecer: a versão do HTC One M8 com o sistema das janelas é chamada simplesmente de "for Windows".

Com isso, a linha Lumia apresentada na IFA 2014 que consiste do 830 e os "selfiephones" 730 e 735 seriam os últimos a trazerem o nome Nokia estampado, bem como qualquer alusão à plataforma Windows Phone. Isso faz parte dos planos de fundir todas as plataformas numa só experiência (calma, o Xbox One não vai mudar de nome para Windows Box), e transformar o sistema mobile numa extensão do desktop. Portanto, como eles seriam uma coisa única não há a necessidade de contar com dois nomes.

Fonte: GoG.

relacionados


Comentários