Meio Bit » Games » Destaque » Microsoft anuncia compra da Mojang

Microsoft anuncia compra da Mojang

Microsoft acaba com o rumor e confirma compra da Mojang, estúdio responsável pelo Minecraft. Negócio custará US$ 2,5 bilhões à criadora do Xbox.

6 anos atrás

minecraft

E conforme vinha sendo especulado nos últimos dias, a Microsoft acaba de anunciar que chegou a um acordo com a Mojang e assim a desenvolvedora Minecraft passará a fazer parte da gigante de Redmond, num negócio que custará impressionantes US$ 2,5 bilhões de dólares à fabricante do Xbox.

Com isso, a equipe da Mojang passará a trabalhar com a Microsoft Studios, mas está confirmado que Markus "Notch" Persson deixará a empresa que fundou e segundo as suas próprias palavras e um texto publicado no blog do estúdio, parece que o “game designer” não aguentou a pressão.

Como vocês já devem saber, o Notch é o criador do Minecraft e acionista majoritário da Mojang,” explicou o comunicado divulgado pelo estúdio responsável pelo sandbox. “Ele decidiu que não queria a responsabilidade de ter uma companhia de tamanha significância global. Ao longo dos anos ele tentou trabalhar em projetos menores, mas a pressão de possuir o Minecraft se tornou demais para ele lidar. A única opção seria vender a Mojang.

Mesmo fazendo um certo sentido, já que o sueco fracassou ao tentar criar outros jogos, tenho minhas dúvidas se vender sua empresa será o suficiente, afinal o Minecraft sempre será ligado ao seu nome, independente de onde estiver e por isso fico com a impressão de que no fundo ele só aproveitou a oportunidade para encher os bolsos.

notch

Mas voltando à venda, também no blog da Mojang foi prometido que o desenvolvimento das versões para outras plataformas que não pertençam à Microsoft será continuado e que os novos donos não se intrometerão na maneira como a comunidade lida com o jogo. Quanto ao Scrolls, outro jogo criado pelos suecos, eles dizem que ainda não sabem o que acontecerá.

Por mais maluco que tal negócio possa parecer – e talvez seja mesmo – não podemos ignorar o fato de que a Microsoft está levando um dos jogos mais populares e importantes dos últimos anos, um título que foi um dos principais responsáveis por mudar o modelo de negócios da indústria de games e que foi baixado mais de 100 milhões de vezes, sendo que só no Xbox 360 registrou mais de 2 bilhões de horas de jogatina.

Se somarmos o fenômeno que o Minecraft representa a o que Markus Persson fez desde que a sua criação explodiu, talvez a sua ausência nem seja tão relevante, mesmo porque não estamos falando de um desenvolvedor de jogos com um vasto portfólio e sem o peso da sua criação sobre suas costas, pelo menos na teoria, vamos ver se ele conseguirá ser lembrado por outras criações.

Também será interessante ver a reação dos fãs, tanto em relação ao jogo quanto em relação a seu criador, que sempre criticou a maneira como a Microsoft estava fechando o PC como plataforma de jogos, mas sabe como é, nada que um cheque pomposo não sirva para fazer com que uma pessoa mude de ideia, não é mesmo?

relacionados


Comentários