Meio Bit » Fotografia » Retratos Miss Filipinas - ou até onde o retoque digital pode ir

Retratos Miss Filipinas - ou até onde o retoque digital pode ir

Veja a polêmica criada com o anuncio das das candidatas ao Miss Mundo Filipinas e tente decidir até onde a edição de imagens é aceitável na publicidade e fotografia de beleza.

7 anos atrás

Você pode até pensar que esse é mais um texto criticando o uso indiscriminado de edição digital em fotografias, e está certo, mas vou apenas colocar os fatos e deixar que vocês decidam se tenho razão ou se estou viajando. Quem disser que a manipulação da imagem, principalmente em fotos de beleza, começou com o Photoshop (e programas similares) está redondamente enganado. Quando eu fotografava com filme isso já existia. Truques de maquiagem, luz e o famoso leve desfoque na foto para acobertar problemas e defeitos na pele da modelo. Se não fosse suficiente, o pessoal do laboratório tinha mais um gigantesco arsenal de ferramentas para trabalhar o filme fotográfico. Ou seja. nada de mais. Ingenuidade pensar que uma foto publicada em uma revista, ou até mesmo aquele book fotográfico feito no seu estúdio. vai ser entregue sem uma carga de retoque digital. Afinal, se a ferramenta existe para te ajudar então nada melhor do que aplicá-la.

miss_filipinas02

Porém, a minha grande crítica é quando ao exagero, ou simplesmente o retoque mal feito. Três fatos me fizeram repensar essa temática essa semana e postar o assunto nas redes sociais que participo. O primeiro foi uma cliente que tive no estúdio para um ensaio fotográfico de gestante. Ela já passou dos seus 40 anos de idade e claro que seu rosto apresenta as marcas dos anos. Além da edição tradicional que aplico ela exigiu que eu retirasse todas as rugas se seu rosto. Nesse momento me senti mais cirurgião plástico do que fotógrafo. Depois de editar as 40 fotos com tratamento pesado ela ainda não gostou, disse que eu poderia limpar mais a sua pele. A pessoa que eu via na imagem já não era mais a modelo que eu tinha em minha frente e qualquer um que visse as fotos teria o mesmo pensamento. As fotos estavam exageradamente editadas e ela ainda queria mais. Culpa de nossa cultura e mídia que pregam os corpos perfeitos inalcançáveis. O segundo fato foi um ensaio fotográfico postado ontem no site do Portal Photos. A fotógrafa Andréa Schaefer realizou uma sessão fotográfica com a modelo Fernanda Lacerda (a Mendigata do programa Pânico) para uma campanha de roupas de praia. Nada de anormal para esse tipo de campanha publicitária, mas a edição aplicada na pele da modelo transformou ela em uma boneca de silicone. Será que alguém acha isso realmente bonito? Ou somente nós que trabalhamos com fotografia percebemos o exagero? Esse é um ponto a se pensar. Como o leitor que não trabalha na área enxerga essas fotos.

miss_filipinas01

Por fim, a última pancada veio de um post do blog Petapixel onde um leitor chamou a atenção para uma série de retratos que foi publicano na página do Yahoo das Filipinas e mostra os retratos oficiais das candidatas ao concurso Miss Mundo Filipinas. Segundo o artigo, todas as fotos foram feitas pelo renomado fotógrafo Pancho Escaler no mês de setembro. Porém, ninguém citou a pessoa que fez as edições das fotos, mostrando que o bom gosto para esse tipo de coisa está realmente morrendo. O Petapixel ainda colocou que, possivelmente, isso pode ser um traço da cultura local, onde a pela branca (pálida) é bem apreciada nas mulheres, mas o que podemos dizer quando um efeito é tão aplicado que até o nariz desaparece? Pelos próprios comentários encontrados na página do Yahoo percebemos que pouquíssima gente gostou do resultado.

relacionados


Comentários